Sua ideia de importação pode ser viável e nós podemos te ajudar

Search
Close this search box.
Conheça um dos maiores golpes na importação da China

Muitas pessoas e empresas deixam de importar da China e reduzir seus custos de compra, na maioria das vezes, por medo de sofrer golpes na importação.

Não é para menos, ainda mais para quem nunca importou. Comprar produtos do outro lado do mundo pode parecer desafiador e assustador a primeira vista.

Acontece, porém, que os golpes que muitos pensam acontecer, são raros. A maioria das importações não sofrem nenhum imprevisto e correm perfeitamente. A maior parte dos fornecedores são honestos e os produtos são entregues conforme o pedido.

No entanto, existe um outro ‘golpe’ na importação da China, que não é tão visível e que está fazendo muitos importadores pagarem mais caro em suas importações: o Overprice.

E é justamente sobre ele que vamos falar neste artigo. Então, se você está pensando em importar da China, esta leitura é obrigatória para você se precaver.

Pegue seu café e boa leitura!

Overprice: o que é?

Se fôssemos traduzir, de forma literal, a palavra inglesa ‘Overprice’ teríamos a definição de ‘preço excessivo’. Seria como vender um produto ou um serviço acima do valor que ele realmente vale, para o aumento dos ganhos.

Porém, na prática em muitos mercados, incluindo a importação, esta definição é um pouco mais abrangente.

A prática de overpricing também engloba o comissionamento de intermediários ou consultores na hora de repassar o produto ou serviço.

Por exemplo, suponha que você tem uma casa para vender por R$ 200 mil em uma imobiliária. A imobiliária recebe sua demanda e oferta para o mercado pelo preço de R$ 250 mil. Ao vender, além de cobrar o comissionamento do cliente, a imobiliária estará lucrando mais R$ 50 mil além do preço do imóvel.

E na importação, a prática é muito similar, através de tradings desonestas, como iremos ver.

O papel da trading na importação

Uma Trading Company é uma empresa que faz a intermediação entre você, importador, e o fornecedor na China. Ela pode atuar seja negociando valores, fazendo contratos ou organizando documentos. O objetivo de um trader é reduzir os custos e facilitar a importação da China para você.

A assessoria e os serviços prestados por uma trading de importação são muito necessários para iniciantes na importação e até para importadores experientes. Através dela, você terá um maior auxílio durante todo o processo, poderá delegar a negociação e poderá ter acesso a uma maior variedade de produtos e fornecedores, se ela atuar no mercado interno chinês, por exemplo.

A Trading oferece uma assessoria para te dar mais segurança na operação, oferecendo suporte para garantir a entrega e qualidade dos produtos. Ela pode te ajudar, desde a pesquisa dos fornecedores até a entrega do produto no seu endereço aqui no Brasil.

Essas empresas trabalham por comissionamento: elas cobram uma porcentagem do valor da sua importação para realizar todo serviço que você solicitar. Esta comissão geralmente varia de 5% a 10% do valor da carga, dependendo do serviço solicitado.

Porém, este auxílio para o importador, pode esconder uma grande cilada se você não contratar uma empresa idônea.

O Overprice na importação da China

Por conhecerem muitos fornecedores na China, algumas dessas empresas de trading começaram a se aproveitar da situação para arrecadar mais dinheiro através da prática de overprincing.

Para atrair os clientes, geralmente elas usam como atrativo a porcentagem de comissionamento que supostamente irão cobrar de você: algumas chegam a cobrar 1% ou 2% para realizar toda operação de consolidação da carga, preparação de embarque e transporte para o Brasil.

Por exemplo, se você tem uma carga no valor de US$ 20 mil, estas empresas irão cobrar, oficialmente, US$ 200,00, US$ 400,00.

Você tem que concordar conosco que é um preço muito abaixo pelo serviço prestado, certo? A empresa irá receber sua carga, consolidar todos os fornecedores, emitir os documentos para o embarque e preparar tudo para enviar sua carga por 200, 400 dólares? É muito pouco.

Só que esse anúncio de comissionamento baixo é somente para atrair clientes. O que essas empresas estão fazendo é cobrar mais caro na compra da mercadoria pelo importador.

Funciona assim: o importador contrata uma trading para negociar com os fornecedores do seu produto; Ao ter contato com os fornecedores, eles recebem o preço por determinado produto no valor de US$ 15 mil, por exemplo. Só que ao repassar ao importador, eles repassam com o valor de US$ 18 mil.

Os 3 mil dólares serão repassados do fornecedor para a trading. Um claro exemplo de Overprice.

Você, importador, acredita que pagou US$ 18 mil. E se você não conhece do processo, pode até achar que está tudo ótimo. Mas na verdade, a mercadoria era mais barata. E o papel do trading seria repassar o menor preço para você.

Nós comentamos sobre o Overprice em detalhes no vídeo abaixo:

O importador está pagando mais caro

Como foi dito acima, o papel do trader é encontrar o melhor custo-benefício para o importador. No entanto, ao praticar o Overprice, ele ganha mais dinheiro e o importador paga mais caro nos seus produtos.

O dinheiro que o importador poderia usar para pagar outros custos ou economizar em sua importação, vai direto para o bolso do trader. E isso não é correto a ser feito.

Não gostaríamos de estar falando sobre este tema, mas ele é necessário, uma vez que prezamos pela segurança e honestidade na importação. Não era necessário falar sobre isso, mas muitas vezes, o óbvio precisa ser dito. Este é um mantra aqui na China Gate.

A função da trading é repassar os custos dos produtos, de forma correta e cobrar uma porcentagem estabelecida em cima deste custo.

Essa prática é muito comum no mercado de Yiwu, mas não somente nesta cidade. Em toda China é possível perceber a prática do Overprice, fazendo milhares de importadores pagarem mais caro em suas mercadorias.

O Overprice 2.0

Recentemente, porém, a prática do Overprice evoluiu e se tornou ainda mais perigosa. Alguns importadores relataram problemas com suas mercadorias: ao receberem, foi verificado que não estavam de acordo com o pedido e nem na qualidade combinada.

Ao entrarem em contato com seus fornecedores na China, os fabricantes responderam que eles não fecharam nenhum pedido com eles e que não foi enviada nenhuma mercadoria de suas fábricas.

O que aconteceu nestes casos? O cliente indicou um fornecedor ao trader e achou que o trader tinha feito toda a compra por ele, mas não foi assim.

O Trader, nestes casos, encontrou o produto mais barato em outra fábrica na China, trocou o fornecedor sem dizer para o cliente importador.

Ele cobrou o preço do fornecedor mais caro, mas aí pagou mais barato para o novo fornecedor e ficou com a diferença e ainda cobrou a comissão, em cima do serviço. Tudo isso sem o importador saber. Se a mercadoria não tivesse dado problema, isso nunca teria sido descoberto.

Este é um grande perigo para o importador, que pode ter toda sua operação prejudicada por produtos de qualidade inferior, sem saber o motivo.

O que deve ser feito

Como foi dito, você precisará ter cuidado com dois ‘golpes’ na importação para resolver nestes casos: o primeiro é descobrir se o que você está pagando pelo produto é o seu valor verdadeiro ou a empresa que você contratou para te assessorar está cobrando a mais?

E o segundo é se o fornecedor do seu produto é o mesmo que você está esperando ou foi trocado pela trading sem avisar?

Nós acreditamos que a honestidade cabe em qualquer lugar e que o combinado não é caro. Se a trading conseguir condições melhores para o importador, não há nada de errado em oferecer e trocar para ele, desde que o importador esteja ciente e concorde com a mudança.

Também acreditamos que não é correto cobrar a mais pelo produto. O serviço de uma trading não é para ganhar em cima do preço do fornecedor. O cliente da trading é o importador e por isso ela deve fazer de tudo para ajudá-lo.

Então, o que deve ser feito é repassar sempre a melhor condição ao importador e buscar o melhor custo-benefício ao mesmo. E se ele já comprou de um fornecedor, não se pode trocar de fabricante, sem a concordância do importador.

É assim que trabalhamos, aqui na China Gate há quase 22 anos e é assim que vamos sempre continuar trabalhando.

Veja como evitar sofrer golpes na sua importação

Como evitar golpes na importação

Existem muitos métodos e práticas para evitar golpes na importação. No caso específico do Overprice, o melhor é remédio é prevenir.

Antes de fechar com uma trading que irá te assessorar na importação, pesquise bem sobre a empresa, converse com outros clientes e veja o histórico dela. É preciso gastar tempo nesta análise e pesquisa, para fazer uma boa escolha.

Veja a procedência e os números da trading. Tudo isso irá te ajudar a ter certeza de que aquela é uma empresa confiável ou não e assim você poderá fazer uma boa escolha.

Seria ideal que não fosse necessário essa busca, mas por conta de uma minoria de golpistas, é preciso se precaver.

Para outros possíveis golpes na importação, você pode se prevenir também. Porém, contando com uma assessoria confiável, ela irá te ajudar a evitar qualquer outro incoveniente.

Porém, segue algumas dicas valiosas: busque fornecedores somente em sites confiáveis, como Alibaba, Made in China e Rakumart.

O Alibaba, por exemplo, tem diversas ferramentas de segurança que impedem um fornecedor de te passar um golpe. Conheça elas aqui.

Além disso, é muito útil pedir amostras ou contratar uma inspeção antes de realizar sua importação, para verificar a qualidade do produto e a procedência do fabricante.

Sempre realize o pagamento pelas próprias plataformas online ou com uma corretora de câmbio confiável e jamais pague todo (ou a maior parte) do seu projeto à vista ao fornecedor. Quando um fabricante pede bastante dinheiro antes de iniciar a fabricação, desconfie.

E por fim, não se esqueça de fazer todos os processos dentro da lei e com segurança, contratando um bom plano de seguro. Assim, você não corre o risco de perder seu investimento para alguma fiscalização ou em algum acidente.

Quem pode importar da China?

Quando falamos em importação da China, precisamos deixar claro uma coisa: existe uma diferença entre importar para revender depois e comprar apenas para usar o produto importado.

O primeiro caso, é destinado somente a empresas. Somente pessoas jurídicas ativas e regulares em nosso país podem comprar produtos da China (e de qualquer outro país), para revender aqui no Brasil, seja em loja física ou e-commerce.

E é qualquer empresa mesmo, independente do ramo e do porte. Inclusive quem é MEI pode importar também de forma legal.

A única exigência para uma empresa conseguir importar, é estar habilitada na Receita Federal para esta operação. E isso é possível através dos sistemas Radar e Siscomex. Conheça mais sobre eles aqui.

Já a compra internacional, para uso e consumo dos produtos estrangeiros, está aberta para pessoas físicas. Mas neste caso, a revenda é proibida e esta operação é limitada a US$ 3 mil por CPF.

Aqui na China Gate nós ajudamos empresas importadoras a reduzirem seus custos, comprando barato na China, e aumentar seus lucros na revenda no Brasil. Não prestamos assessoria para compras em pessoa física.

Saiba tudo o que é necessário para importar da China.

Conte com a China Gate!

Na hora de procurar uma empresa para te assessorar em sua importação da China, conte com quem já tem resultados e experiência no setor.

A China Gate já ajudou milhares de importadores, de todas as regiões do país, nos últimos 22 anos. Cumprimos todos os combinados com os nossos clientes e estamos sempre em busca das melhores oportunidades de negócios para eles.

Temos soluções desde a procura do produto e fornecedores na China até a entrega no seu endereço aqui no Brasil, com resultados comprovados. Portanto, aqui você sabe que pode confiar!

Atendemos desde o pequeno e médio importador, com containers compartilhados e importação simplificada, até os grandes, com containers completos ou multi-containers.

Entre em contato conosco, passe a sua ideia e o seu projeto de importação e juntos vamos encontrar a melhor solução para a sua necessidade! Aperte aqui para falar com nossos consultores e bora importar!

Picture of Gustavo Batilani

Gustavo Batilani

Formado em Copywriting e Redação, com 02 anos de experiência na área. Apaixonado por pessoas e processos. Possui experiência também na área de gestão e administração.
Picture of Gustavo Batilani

Gustavo Batilani

Formado em Copywriting e Redação, com 02 anos de experiência na área. Apaixonado por pessoas e processos. Possui experiência também na área de gestão e administração.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Postagens Recentes