Como Importar da China? Aprenda com o Método Comprovado e Lucrativo

metodo parar importar da china, como importar da china

Ter um método para importar da China é fundamental. Isso por que o importador precisa dar conta de um número muito grande de fases e passos. Além disso, a fiscalização brasileira impõe uma série de requisitos para que a importação seja legalizada por aqui.

Assim, o importador precisa se relacionar com um número muito grande de profissionais. E ir atrás de uma papelada enorme de documentos. Essa burocracia exige o mínimo de planejamento e organização de você, importador.

Aqui na China Gate fazemos entre 100 e 150 importações por mês. E fazemos isso seguindo um método de atuação.

Dessa forma, nesse texto, você vai entender como desenvolver essas ações. Com isso, ter um método para importar da China de forma segura, de forma legal e com lucros. Ou seja. é sem erro!

Como Importar da China: Escolhendo o Melhor Produto

Para alguns essa é uma parte difícil do método para importar da China. Para outros, acontece de uma forma natural. Muito importadores já atuam ou tem afinidade com um ramo de atuação. Por isso, a tendência é que escolham produtos relacionados com a experiência que já tiveram ou tem no mercado.

Então, não tem segredo. É só seguir e frente e realizar a busca dos itens. Mas, se você ainda não sabe em qual produto investir, precisa considerar alguns pontos. Eles são:

  1. Ter afinidade com o produto;
  2. Conhecer o produto e o ramo de mercado;
  3. Saber se há demanda por ele;
  4. Entender as necessidades dos clientes em relação ao produto e
  5. Analisar como os concorrentes trabalham com o item.

Assim, o recomendado é trabalhar sempre com algo que você entenda, conheça. Ou que no mínimo, tenha alguma afinidade e goste. Isso facilita muito na compreensão do mercado, do cliente e na venda do produto, por exemplo.

Mas, se você quiser importar produtos do momento e surfar as ondas das tendências a coisa muda de figura. Para se dar bem nessas oscilações é preciso ser muito bom de vendas e saber a hora certa de pular de um produto para outro.

Todavia, se você não tem experiências com vendas, acredito que essa não seria uma boa ideia. Mais ainda, vejo a importação como uma ferramenta para construir e desenvolver um negócio a longo prazo.

Se você ficar pulando de produto em produto, nunca vai conseguir ter algo duradouro e sólido.

O Melhor Método para Escolher Fornecedores Confiáveis

Os Importadores sempre tem medo de cair em golpes ou comprar gato por lebre, quando o assunto é como importar da China. Mesmo desenvolvendo o melhor método e indicando como tomar as melhores decisões, o frio na barriga está sempre presente.

Dessa forma, negociar com os fornecedores é um passo importante quando a gente pensa em confiança e segurança. Ou seja, é preciso tomar alguns cuidados antes de realizar pagamentos para alguém que está do outro lado do planeta.

Então, como se proteger e ao mesmo tempo realizar bons negócios?

Quais as Formas para Comprar de Fornecedores Chineses?

Existem duas maneiras de fazer negócios e saber como importar da China. A primeira delas, indo até lá. O importador pode encontrar parceiros em feiras, eventos de negócios, grandes centros atacadistas e comerciais etc.

A vantagem de uma viagem para a China é poder conversar cara a cara e conferir a qualidade dos produtos bem de perto. Além disso, o importador tem a oportunidade de visitar a loja ou a fábrica do fornecedor. Tenho certeza que essa é uma forma que dá mais segurança na hora de tomar decisões.

Outro ponto positivo é que uma viagem dessas colabora muito para nossa bagagem cultural e abre muito a nossa mente, por exemplo. Então, se tiver condições, vá!

Por outro lado, ir a China custa um dinheiro bom. Ou seja, esse dinheiro poderia ser investido para importar mais. Então, há gastos com hospedagem, alimentação, transporte etc.

A Outra forma de encontrar bons fornecedores é através de sites de importação da China.

Os Melhores e Mais Confiáveis Sites Para Importar da China

Nos sites online para importar da China existem muitos fatores de segurança que precisam ser observados pelo importador. Eles não garantem 100% de confiança. Entretanto, são suficientes para permitir com que você tenha boas noites de sono, enquanto os produtos não chegam.

Quando falamos de importação empresarial, os mais utilizados para encontrar fornecedores são:

  • Aliababa.com;
  • MadeInChina.com;
  • GlobalSources.com e
  • Hktdc.com

Além desses sites, agora temos a Rakumart. Nessa plataforma, o importador encontra uma quantidade excelente de produtos. A vantagem é que a própria plataforma é quem faz a checagem e o pagamento do fornecedor. Ou seja, o importador fica resguardado de qualquer problema junto ao fornecedores, já que esse trabalho fica por conta do site.

Além disso, a China Gate faz a logística de importação dos produtos comprados por lá, através de seus contêineres compartilhados.

Então, vale a pena dar uma conferida bem de perto na nova plataforma. Sem dúvida, ela pode se encaixar perfeitamente em um bom método para importar da China.

Entretanto, o que você precisa saber antes de comprar e enviar dinheiro aos fornecedores?

Método para Importar da China com Segurança

Os sites de compras de produtos para importação em teoria são seguros. Porém, assim como em qualquer outro lugar do mundo, você pode ter o azar de encontrar alguém com más intenções.

A boa notícia é que existem alguns passos para que o importador não caia em armadilhas. Entretanto, aplique todas elas de forma massiva.

1. Observe as Avaliações de outros Compradores

Essa é uma prática muito comum e por aqui. Por exemplo, antes de fechar uma compra no Mercado Livre, leio as avaliações de outros compradores.

A prática pode funcionar como um bom termômetro sobre o serviço e o produto do fornecedor. Se todas ou a maior parte das avaliações forem ruins, melhor procurar outro vendedor.

Desconfie também se todas as avaliações forem positivas.

2. A Quantidade de Produtos Vendidos

A quantidade de produtos vendidos também pode ser utilizada para garantir a segurança. Nesse caso, podemos estar diante de vários cenários.

Dessa forma, o fornecedor pode ser iniciante se a quantidade de produtos vendidas for baixa. O produto dele também pode ser ruim. Nesse caso, pode ser uma boa comparar esses dados com os comentários dos clientes.

Por outro lado, um número muito alto de vendas, teoricamente, indica um vendedor profissional e bons produtos. Mas, talvez o item seja de qualidade duvidosa e o número alto de vendas seja pelo baixo custo do produto. Aqui também é necessário fazer uma análise mais crítica.

3. Avaliar a Classificação dada ao Fornecedor pelo Site

Algumas plataformas como o Alibaba classificam os vendedores. Os critérios podem variar de site para site.

4. As Informações Cedidas pelo Próprio Vendedor

Há perfis de fornecedores que são recheados de informações sobre eles mesmos. No Alibaba, por exemplo, podemos saber de detalhes do produto, temos um perfil da empresa que mostra a capacidade e produção e o controle de qualidade, entre outras informações.

Todavia, esses dados e informações podem ser falsas. Por isso, é importante que você faça uma verificação mais sistemática e completa do parceiro de negócios antes de importar da China.

5. Verificar se o Fornecedor já Recebeu um Inspeção de Fábrica

No Alibaba, os fornecedores que recebem uma inspeção de fábrica tem o selo “Verified Supplier“. Ali, o importador ver outras informações como o número de transações já realizadas, número de funcionários, o tempo de atividade da fábrica ou loja etc.

A inspeção de fábrica é o instrumento mais indicado para quem quer se sentir seguro ao negociar através desse sites. No Alibaba, ela pode ser contratada dentro do ambiente do site. Mas o importador também solicitar o serviço de um empresa especializada na China.

Dentro do método para importar da China, a inspeção é um dos aspectos principais, principalmente por que pode evitar com que você perca dinheiro. Seja através de golpes ou fazendo negócios com parceiros pouco profissionais.

Então, faça sempre um inspeção de fábrica antes de importar da China

Como Importar da China produtos com Qualidade Comprovada?

Existem as medidas de segurança que se relacionam com o produto, entre elas podemos destacar a inspeção de produto, amostras e lote teste.

A Inspeção de produto pode ser feita por um agente especializado na China. Para alguns produtos, principalmente os tecnológicos a inspeção é o suficiente. Por outro lado, para produtos que demandam características específicas como roupas e óculos, o importador precisa de alguém que entenda realmente desse item.

Já com as amostras o importador tem contato direto com item, podendo analisar todo os detalhes que envolvem o item. Por fim, se antes de importar da China você quer testar o produto com os clientes, o certo é pedir um lote teste.

Preciso destacar que todos esses procedimentos são pagos, inclusive as amostras. Elas são uma importação normal, apesar de até poderem ser feitas com CPF. Ok?

Quer saber mais sobre amostras? Assista ao vídeo abaixo:

Será Que Compensa Importar da China?

A fase do custeio é a hora decisiva. Para saber se compensa ou não importar o produto e como a importação da China pode ser feita, todo os custos são colocados numa planilha.

A Planilha de custos leva em conta todo os valores gastos na operação. Ela é quem vai dizer por quanto os produtos vão chegar no Brasil. O importador terá um panorama bastante fiel ao preço de custo unitário dos itens.

Com esses dados em mãos, irá conseguir analisar se o dinheiro disponível é suficiente para realizar a importação. Se o custo unitário permite praticar um preço competitivo no mercado. Além disso, se vai conseguir atingir a margem de lucro esperado.

Porém, para importar da China, como é feito o custo final na planilha? Para fazer essa conta é preciso levantar os custos:

  • Dos Produtos;
  • Do Frete e do Seguro;
  • Dos Impostos de Importação e
  • Das despesas fixas.

Quer conhecer um pouco sobre cada uma delas? Então vem comigo!

O Custo do Produto na China

O Custo do produto é bem fácil de entender. É exatamente o quando vai pagar para adquirir os itens junto ao fornecedor. Esse custo depende da quantidade e da qualidade solicitada.

O custo pode depender também do nível de busca feito nos sites. Ou seja, quanto mais tempo e mais energia gasta nessa busca, maiores as oportunidades de encontrar boas oportunidades.

O Custo do Frete mais o Seguro para Importar da China

O Custo do frete dependendo do modal escolhido para transportar a carga da China para o Brasil.

Dessa forma, no aéreo os custos são muito maiores. Sendo essa forma de transporte recomendada para produtos de alto valor agregado. Por exemplo, na Importação Simplificada pode transportar mercadorias de até US$ 3 mil dólares, contando o valor dos produtos mais o frete.

Além disso, há a importação aérea formal, para cargas acima de US$ 3 mil.

O transporte aéreo também pode ser indicado para quem tem pressa de receber os produtos. Entretanto, isso pode ser resolvido com um planejamento antecipado para importar da China via marítimo.

Dessa forma, as opções são contêiner completo (FCL) e contêiner compartilhado (LCL). Quais dos dois escolher? Se os produtos forem muito pesados, volumosos e a importação for grande, é mais vantajoso através do contêiner completo.

Por outro lado, para pequenas cargas e importações de pequeno porte, o contêiner compartilhado pode ser uma boa opção.

Quais são os Impostos de Importação da China para o Brasil?

Os impostos que incidem sobre a importação são cinco. Para você saber, é o pagamento desses tributos que tornam os produtos legalizados no Brasil. Ou seja, sem recolhimento das taxas a mercadoria não é liberada pela Receita Federal.

Os impostos de importação são:

  1. Imposto de Importação (II);
  2. Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI);
  3. Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins)
  4. Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS); e
  5. Programa de Integração Social (PIS).

Mas, como saber qual a alíquota exata que vai ser cobrada? Basta consultar a NCM do produto. Com ela, é possível saber direitinho como os impostos de importação impactam no custeio final.

Por fim, temos as despesas fixas.

Como Importar da China: O que são as Despesas Fixas?

As despesas fixas são custos que não estão incluídos no produto, no frete e no seguro, nem mesmo nos impostos de importação. Elas dependem de algumas variáveis, por isso podem estar presentes em algumas importações, mas outras não.

As despesas fixas são 20, aproximadamente. Por exemplo, o pagamento do despachante aduaneiro faz parte de todas as importações, ainda que em algumas esse custo esteja oculto. Os custos com certificações e homologações recaem apenas sobre certos tipos de produtos. Porém, gastos com emissão de documentos e armazenagem são para todos.

O que vai dizer quais despesas fixas vão ser cobradas do meu produto? A NCM!

Com o custo do produto, do frete e seguro, dos impostos e das despesas fixas, temos então a planilha de custos praticamente pronta. Resta agora, o importador responder a três perguntas:

  • Tem capital disponível para bancar a importação?
  • O Custo unitário permite praticar um bom preço de venda?
  • O Preço de venda menos o custo unitário me dar uma boa margem de lucro?

Se a resposta for sim para as três perguntas, então é hora de apertar a mão do seu parceira de negócios na China. Chegou a hora de realizar a compra e concretizar a importação.

Importar da China: Concretizando um Sonho

Para concretizar a importação o próximo passo é realizar o pagamento ao fornecedor. E aí ele deve solicitar uma parcela do custo total da mercadoria. Mas, se ele já tiver todo carga pronta para entrega, o pagamento deve ser feito de forma integral.

Geralmente, o percentual para que comece a produção da carga é de 30%. O restante pode ser pago quando a carga for entregue no armazém para embarque ou mesmo quando chegar ao Brasil. Ou seja, isso depende de como foi negociado entre as partes.

O pagamento ou a remessa de dinheiro pode ser feito por meio de um banco ou casa de câmbio. Não faça pagamento pelo Alibaba. Além disso, a sua empresa é quem deve ser colocada como pagador. Se for usar cartão de crédito, utilize o da empresa. Isso facilita e evita problemas com a Receita Federal.

Geralmente, o fornecedor demora 30 dias para produzir toda a carga solicitada. É claro que isso pode variar. Depois disso, ele envia os produtos para um armazém na China, onde serão embarcados rumo ao Brasil.

Como Importar da China: O Embarque

No método para importar da China existe uma coisa fundamental que é o planejamento. Dessa forma, quando a importação começa a ganhar forma é preciso ja ter todos os passos encaminhados.

Por exemplo, para receber e embarcar seus produtos no porto é fundamental que você contrate um Agente de Cargas. Ele é um intermediário entre a empresa dona do navio ou avião e os importadores. O Agente de Cargas atua então comercializando espaços no transporte.

Esse profissional pode receber sua carga no porto e consolidar a mercadoria em um contêiner compartilhado, por exemplo. Ou pode mandar uma unidade no fornecedor para que o contêiner seja carregado por lá mesmo. Esse último caso acontece se a importação for de um contêiner inteiro.

Quer saber mais sobre a atuação do agente de cargas? Assista ao vídeo abaixo:

Entre a China e o Brasil, no transporte marítimo a viagem dura em torno de 45 dias. Por sua vez, no aéreo pode levar algo próximo a 7 dias.

Quando a carga chega ela precisa passar pela fiscalização da Receita Federal.

Despacho Aduaneiro: Teste de Fogo do Método de Como Importar da China

É no despacho aduaneiro que qualquer método de como importar da China é realmente colocado a prova. Nessa fase, se algo estiver errado com a carga ou com a documentação não tem choro, nem vela. Além disso, é nesse momento que os impostos são recolhidos e a carga pode ser considerada legalizada.

As consequências são multas, carga tendo que voltar para a China, pagamento e custos fora do previsto e, na pior das hipóteses, perdimento dos produtos.

O Despachante aduaneiro é quem cuida dessa fase. O importador deve contratar esse profissional antes que a carga chegue ao Brasil. Ele é responsável pelo registro da Declaração de Importação dos produtos. Esse documento é derivado da Commercial Invoice.

Dessa forma, qualquer inconsistência entre esses papeis e a carga pode gerar multas, atrasos ou necessidade de retificação de dados. Com isso, a carga pode ter que passar mais tempo armazenada, e isso custa dinheiro. Algumas vezes, muito dinheiro!

Por isso, faça um check list rigoroso dos documentos de importação! Sem essa ação, qualquer método para importar da China corre risco de falhar.

Dessa forma, a checagem e fiscalização da carga depende da classificação que a própria Receita Federal faz da carga.

O que são os Canais de Parametrização para Importar da China?

Não são exatamente claros os critérios que explicam por que uma carga é classificada para o canal verde, e outra, para o canal vermelho.

A verdade é que para importar da China ou de qualquer outro país, toda mercadoria passa por essa classificação. Dessa forma, os canais de parametrização nada mais são os métodos de fiscalização da importação.

Assim, os canais de parametrização são quatro canais ao todo.

  • Verde: A Carga é liberada rapidamente.
  • Amarelo: Acontece uma conferência entre os dados listados nos documentos e o que foi informado ao sistema da Receita Federal.
  • Vermelho: O fiscal abre o contêiner e faz uma verificação por amostragem, abrindo quantas caixas julgar necessário.
  • Cinza: A Receita entende que o importador pode estar cometendo alguma fraude ou crime. Por isso, a fiscalização será feita com muito rigor, podendo durar até 180 dias.

Certamente, o importador precisa ter certeza que se as documentos estiverem corretos, não há com que se preocupar.

Após a liberação da carga, os produtos estão prontos para embarcar ruma a porta da sua empresa.

Como Importar da China: Frete do Porto até a Empresa do Importador

Existem formas de importar da China onde o frete já está incluso. É o caso da Importação Simplificada, que é feita por empresas courier. Eles ficam responsáveis por toda logística da carga. Entretanto, como já vimos nesse texto, essa modalidade não é indicada para todos os que vão importar da China.

Portanto, o frete até a empresa de quem importa precisa também ser contratado com antecedência. O serviço pode ser feito pela própria trade ou por terceirizados. Além disso, pode ser feito no modal rodoviário ou aéreo.

Por outro lado, o próprio importador pode ficar por conta de gerenciar essa fase final da importação. Assim, ele pode contratar uma empresa de frete ou buscar pessoalmente os produtos no porto. E, isso não é muito indicado.

método para importar da China, como importar da china

Importação Digital: O Melhor forma para Importar da China

O Importação Digital (ID) é um serviço de contêiner compartilhado que só a China Gate tem. Ou seja, você não vai achar nada parecido no mercado.

Olhando por fora, o ID é um contêiner compartilhado, um LCL comum. Mas, se você chegar mais perto, vai perceber que esse serviço tem aspectos muito mais vantajosas para o importador.

A primeira delas é ter custos fixos para importar da China. Então, o importador paga 247* dólares por metro cúbico utilizado, sendo que o mínimo a ser contratado é um metro cúbico. Além disso, com a anuidade de 997* reais, é possível importar da China quantas vezes quiser.

E, se você não for importar em até 60 dias após a adesão do plano, devolvemos seu dinheiro. Bacana?

A segunda vantagem é ficar livre do elemento que mais impacta no custo logístico de uma importação. A armazenagem pesa muito no bolso, principalmente do importador de pequeno porte.

Porém, no Importação Digital a armazenagem já está incluída no serviço, além de todos os trâmites logísticos do armazém na China até a liberação da carga no porto brasileiro.

Dessa forma, o importador fica responsável apenas por fazer a busca, a negociação e o pagamento do fornecedor chinês.

Para quem não sabe ainda o que quer importar da China, o serviço disponibiliza 10 planos de negócio com produtos rentáveis.

Gostou do que viu até aqui? Quer saber mais sobre o ID?

*Valores praticados em agosto de 2021. Sujeito a alterações a qualquer momento e sem aviso prévio.

Dilvo Rodrigues

Dilvo Rodrigues

Nascido nas Minas Gerais, formado em jornalismo e apaixonado por cinema. Sou pai do Francisco, prezo por uma história bem contada e tenho muito gosto por aprender coisas novas. Sou Redator na China Gate, e ajudo pessoas a tomarem as melhores decisões sobre importação da China.
Dilvo Rodrigues

Dilvo Rodrigues

Nascido nas Minas Gerais, formado em jornalismo e apaixonado por cinema. Sou pai do Francisco, prezo por uma história bem contada e tenho muito gosto por aprender coisas novas. Sou Redator na China Gate, e ajudo pessoas a tomarem as melhores decisões sobre importação da China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Recentes

Alibaba Sem Segredos

Curso Gratuito para você que deseja começar a importar da China!