Agente na China – Descubra como ele atua!

Tempo de leitura: 7 minutos

Saiba como o Agente na China atua de forma mais direta para garantir melhores importações.

Fala importador, tudo beleza? Hoje o assunto é Agente na China. Você já deve ter passado por essa situação quando estava negociando sua importação com o pessoal na China: eu só fecho com você se tiver um agente. 

O que seria esse agente? E por que os fornecedores muitas vezes só querem esse cara para finalizar uma compra? Como se resolve essa situação? Vamos te mostrar tudo aqui.

Quem é o Agente na China responsável por sua importação?

Bem, o Agente na China é… a gente. Piadas de bom gosto à parte, de fato, nós aqui da China Gate podemos ser considerados um tipo de Agente. Isto porque, para importações empresariais, o nosso foco de atuação, isso é um passo para garantir a confiança dos fornecedores. 

Muito provavelmente, o fornecedor com quem você está negociando uma compra já teve muitas dores de cabeça ao enviar os produtos dele para o Brasil. Alguns exemplos de situações que costumam ocorrer quando a mercadoria não tem algum intermédio de um agente na China incluem:

  • Entrave do material na alfândega quando chega no Brasil;
  • Destruição do material pois ele não é possível de comercializar no Brasil;
  • Reenvio de volta para China por parte da transportadora devido algum erro ou falta de documentação.

Bem chato, não é? Na verdade, é um tanto frustrante tanto para um lado como para outro, e é por essa razão que os fornecedores chineses pedem por um pouco mais de segurança através do agente na China.

A burocracia do Brasil

Se você já fez qualquer tipo de importação, seja comercial ou pessoal, você já deve ter passado por uma situação similar a que relatamos acima: burocracias e demoras dos mais variados tipos para dar um tanto de dor de cabeça.

Acredite, isso é mais normal do que parece. Quanto a importações de uma forma geral, o Brasil ele é bem restritivo, com uma quantidade de regras e processos que devem ser seguidos à risca. 

Por conta disso, os fornecedores chineses sempre acabam com uma pulga atrás da orelha quando o assunto é vender para o Brasil. É nessa hora que os agentes entram para tornar o processo muito melhor, ou ao menos problemático.

Qual o papel do Agente na China?

Quando dissemos que nós somos um exemplo de Agentes na China, não deixa de ser verdade. O papel desse profissional é ser um intermediário entre o fornecedor chinês e você, para dar menos preocupação ao vendedor depois que a compra for finalizada.

Em um passo a passo, ele realiza as seguintes tarefas:

  1. É o seu contato lá na China para receber a carga e encaminhá-la para o Brasil, com toda a documentação.
  2. Receber a carga no Brasil;
  3. Realizar todos os trâmites para retirar a carga do porto e enviar para você.

Em outras palavras, o agente na China tem uma função não muito diferente do Despachante Aduaneiro, conforme já falamos algumas vezes por aqui. Só que, diferente desse mesmo profissional, existem diversos tipos de importações, com regras e nuances que podem levar sua mercadoria ao porto ou não. 

E é nessa parte que “a gente” entra.

Como o Agente na China atua, de fato? 

Vamos recapitular alguns pontos. Para mandar uma mercadoria da China para o Brasil, você deve fazer optar por via marítima ou aérea. Cada uma delas possuem suas tramitações, então vamos aos detalhes para que entenda como agir.

Via aérea

Aqui, você pode optar por importações em mercadorias de até US$3000, fazendo as chamadas importações simplificadas, através de empresas privadas de courier. Nesse formato, a própria empresa faz todos os trâmites, sem a necessidade de um agente.

Contudo, existem uma série de restrições: além do valor mencionado acima, existem restrições de produtos que possuem Licença de Importação. O que, por si só, diminuem as diversas categorias de produtos. No fim, ela é mais rápida e simples, porém bem mais cara.

A outra alternativa, para compra acima de 3000 dólares, é por aviões cargueiros, que nesse caso não é muito diferente de um transporte via marítima: com a chegada no aeroporto, um despachante aduaneiro precisa estar lá para acertar os impostos, conferir toda a documentação, para só então direcionar para o transporte.

Nesse âmbito, o agente na China é responsável por fazer a mesma operação necessária nos portos.

Via marítima

Por vias marítimas, a coisa é mais simples de entender e praticar, mas não deixa de ter seus detalhes. Todas as importações são formais, logo, você não pode deixar de lado nem o despachante aduaneiro, nem o radar Siscomex para fazer suas transações além-mar.

É aí que entra o problema de quem não tem um Agente na China. Se você ou seu fornecedor não sabem de todos esses pormenores envolvendo a importação, as chances dessa carga ser perdida pela falta de conhecimento é bem grande. O que só traz experiências desagradáveis para ambos os lados: você não vai querer imaginar valores como a armazenagem, por exemplo…

Em resumo, para qualquer importação marítima, você precisa de um Radar SISCOMEX, e de um Despachante Aduaneiro contratado para desembaraçar toda documentação. O Agente na China tem exatamente essa função. 

Então o Agente na China é o Despachante Aduaneiro?

Um pouco além disso. Enquanto o despachante tem a única função de liberar tudo o que for necessário para garantir sua importação em segurança. o Agente na China realiza ainda mais etapas, tirando do fornecedor a preocupação com o produto uma vez que a compra é finalizada.

Também é o agente na China que ajuda a definir, por exemplo, como essa importação marítima é realizada. Existem diversas maneiras, como um container compartilhado ou diversos containers, mas o ponto essencial de fato é que o agente pode cuidar para você.

Sobre a importação compartilhada

Não é incomum que o Agente na China coordene não apenas, mas diversas operações entre clientes no Brasil e fornecedores chineses. Para fazer dar certo, também não é incomum que a opção mais adequada para garantir mais economia de custos na importação seja pelo container compartilhado.

Se você estiver com toda a documentação em dia, a importação pode vir bem mais rápido, e com um custo de frete bem mais tranquila. Só que aí entra um outro ponto bem problemático: a armazenagem.

Diferente do frete, a armazenagem nem sempre é feita de maneira compartilhada. E se você não fica esperto com esses detalhes, acaba por ficar com um custo muito mais alto do que o imaginado, às vezes até dez vezes mais alto que o valor de frete.  Falamos em maiores detalhes aqui neste artigo, para não ser pego de surpresa com essa questão.

É aí que nós entramos.

A China Gate pode ser seu agente, aqui e lá fora

Se você precisa importar da China e não sabe como, entre em contato com a gente. Somos uma empresa de educação e consultoria focada em colocar suas idéias no papel, e depois tirar do papel e colocar em prática.

Se quer importar mais de 100 mil reais, recomendamos nossos serviços de consultoria. Abra um atendimento clicando aqui.
Se seu objetivo for importação e seu investimento for menos que 100 mil reais, temos um programa de container compartilhado mensal que é ideal pra ti, clique aqui e conheça o Importação Digital.