O Melhor Método para Importar da China por Atacado

Tempo de leitura: 11 minutos

Muitos importadores iniciantes ou futuros importadores (futuras importadoras, incluso!!!) tem dificuldades para entender o processo de importação. E, se você se encaixa nesse perfil, entenda que isso é muito normal. A importação de qualquer produto no atacado é um caminho longo e muito burocrático no Brasil. Dessa forma, é importante que você busque conhecimentos por conta própria ou contrate uma boa consultoria de importação. Por outro lado, se você entender o método para importar da China por atacado, terá a capacidade de realizar a importação praticamente sozinho.

Nesse texto, vou apresentar à você o método para importar da China no atacado, os passos são:

  • Busca de produtos e fornecedores confiáveis na China;
  • Viabilidade da Importação da China;
  • Concretizando a Importação;
  • Desembaraço aduaneiro no Brasil e
  • Chegada da Carga na Empresa.

Vamos nessa!?

Buscando produtos e Fornecedores Confiáveis na China

Importador(a), aqui parto da ideia de que você já sabe com qual produto quer trabalhar. Caso, você ainda não saiba o que importar, é preciso voltar uma casa atrás, e fazer o dever de casa. Se você precisar de dicas de como escolher o produto certo para importar, é só tocar aqui.

Mas, se você já sabe qual produto que importar, sigamos em frente. Para encontrar os fornecedores ou você vai à China, o que no momento de pandemia não é viável, ou faz a busca através de plataformas online. Nesse momento, a segunda opção é a possibilidade. Existem alguns sites no qual o importador ou importadora pode realizar a busca de produtos e fornecedores. Os principais são:

Dessa forma, aqui na China Gate nós sempre recomendamos o Alibaba, já que consideramos o site que atende melhor os interesses das importadoras e importadores. Se você não conhece o Alibaba, mas quer começar a importar por lá, indico que primeiro você faça o curso gratuito Alibaba sem Segredos, onde você vai aprender a fazer uma busca refinada e correta de produtos. Além disso, o material vai lhe dar ferramentas saber se o fornecedor com que está negociando é realmente confiável. Para acessar o Alibaba sem Segredos é só tocar aqui.

Como Fazer a Busca por Produtos e Fornecedores na China?

A busca por produtos nesses sites só depende de tempo e energia. O que quero dizer com isso? Se você fosse a China, precisaria gastar sola de sapato, conversar com alguns fornecedores, visitar as fábricas, lojas e feiras na tentativa de achar a melhor oportunidade, não é mesmo. Então, a única diferença da busca pela Internet é que o importador vai precisar gastar a ponta dos dedos. Ou seja, gastar boa horas fazendo comparações de preços, negociando preços com fornecedores, dependendo do tamanho do pedido etc.

Há alguns pontos que podem garantir a segurança do importador, na hora de concretizar o negócio. Mas, como fazer isso? Então, vamos aos passos!

  1. Verifique as informações disponíveis sobre o fornecedor na plataforma;
  2. Leias as avaliações realizadas por outros importadores;
  3. Certifique-se de que o fabricante já recebeu uma inspeção;
  4. Contrate uma inspeção profissional no fabricante e
  5. Converse diretamente com o fornecedor

Preciso dizer que as inspeções de fornecedores são pagas pelo importador. Entretanto, tem a força para evitar prejuízos futuros. Há ainda outras formas de garantir a segurança do importador, isso através de inspeção de produtos, garantido que os itens estão de acordo com o combinado. Por fim, negociar diretamente com o fabricante pode dar uma boa ideia se ele é capaz de atender a necessidade do importador. Além disso, o nível de conhecimento e maneira como as tratativas podem também indicar se o parceiro na China é confiável ou não.

Se a negociação prosseguir, o próximo passo é saber se vale a pena importar o item. Esse é o passo que chamamos de validação de produto. Mas que depende de uma elemento conhecido como planilha de custos.

retirado de unplash.com

Compensa Importar o Produto da China no Atacado?

Essa é uma das principais fases do método para importar da China por atacado. Antes de concretizar a importação, é necessário entender se o produto vai trazer o lucro esperado ao importador. Dessa forma, os custos de importação impactam diretamente na viabilidade do negócio. Todavia, esse não é o único elemento que deve ser levado em conta para bater o martelo sobre a viabilidade de um produto ou negócio. O preço de venda também é responsável por dizer se o negócio é viável ou não.

Com isso, a planilha de custos vai passar um panorama detalhado da importação. Com esses dados em mãos, o importador precisa comparar com o mercado e se perguntar se o produto será competitivo, se trará uma boa margem de lucro etc. A planilha de custos leva em consideração, os seguintes elementos:

  • Custo do Produto na China;
  • O Custo do Frete;
  • Os Impostos e
  • As despesas no Porto.

Onde quero chegar com isso? O custo do produto, mais os custos da importação, mais a margem de lucro que você quer ou precisa alcançar vão resultar no valor aproximado de venda dessa mercadoria. Ok?

Aí, você deve se perguntar:

  1. O valor é compatível com o praticado pela concorrência?
  2. Permite com que você estabeleça um preço atrativo ao consumidor?
  3. Permite com que você comercialize a mercadoria por 2 ou 3 vezes o custo dela?

Dessa forma, se as respostas para as perguntas acima, deixarem o importador feliz. Então o passo seguinte é concretizar a importação.

retirado de unsplash.com

Estou pronto para Importar da China, e agora?

Nesse momento, você precisa sinalizar que irá concretizar a negociação com o fornecedor. Muito deles já pedem um adiantamento dos valores combinados, que via de regra é de 30%. Todavia, pode haver fornecedores que pedem um percentual maior ou menor, dependendo do caso e do nível da negociação que foi alcançada.

Um ponto importante é que o fornecedor só começar a produzir, depois que o dinheiro cair na conta dele. Os pagamentos podem ser feitos através de casas de câmbio ou de bancos. O documento utilizado para realizar a operação é a proforma invoice.

A partir do momento que o dinheiro cai na conta do fornecedor, ele começa a fabricar ou enviar o pedido para o terminal de embarque da carga. Enquanto o envio para o porto ou aeroporto pode ser feito quase que imediatamente, a produção do item podem levar até 30 dias.

Embarcando os Produtos na China para o Brasil

Independente do frete escolhido, aéreo ou marítimo, o Agente de Cargas é o responsável pelo embarque dos produtos da China para o Brasil. Sendo assim, ele irá receber a carga no porto ou irá contratar uma empresa para retirar os produtos junto ao fabricante.

Então, ele é a pessoa que faz a ponte entre a empresa dona do serviço marítimo ou aeroportuário e o contratante do frete. Dessa forma, o Agente de Carga “aluga” espaços dentro do navio ou avião e, posteriormente, vende esses espaços para os importadores. Vende para você. Entendeu?

Existem duas formas de trazer essa carga para o Brasil, por meio aéreo ou marítimo. Por avião, a carga chega bem mais rápido, só de transporte da China para o Brasil pode levar de 12 a 15 dias, entretanto o serviço é muito mais caro. Por sua vez, a viagem de uma cargueiro saindo do porto chinês até o Brasil é de aproximadamente 45 dias no mar. Entretanto, o transporte marítimo é bem mais em conta, possibilitando a importação de produtos de tamanhos mais variados.

A escolha do tipo de transporte ou frete deve estar alinhada com a necessidade do importador(a). Se você precisa do produto com urgência, a recomendação é via aérea. Caso não tenha urgência, via marítima. Conselho: Planeje sua importação com bastante antecedência e evite gastar ou perder dinheiro com decisões tomadas em cima da hora, ok?

O Desembaraço Aduaneiro no Brasil

Essa é a fase mais complexa do processo de importação. Aqui entra em ação a figura do despachante aduaneiro. Ele deve entregar todos os documentos de importação à Receita Federal, e registrar a Declaração de Importação (DI). O documento que dá origem à DI é o Commercial Invoice. Nele, erros ou falta de informações podem acarretar em multas e atrasos para o importador.

Ou seja, sem a Commercial Invoice, não há como emitir a Declaração de Importação. E, isso dá um problemão! Por isso, se você vai importar da China por atacado, faça um check list rigoroso dos documentos de importação.

É durante o desembaraço aduaneiro que acontece o pagamento eletrônico dos impostos, exceto o ICMS. Já que esse deve ser pago ao estado para onde a carga vai seguir. Para isso, é emitido uma guia de recolhimento do imposto.

Por fim, toda checagem de documentos e pagamento dos tributos é feita de forma eletrônica. Entretanto, a fiscalização e checagem dos produtos é feita de acordo com a classificação feita no Canal de Parametrização. Nesse sistema, sua mercadoria pode ser liberada automaticamente, ou ficar travada e requerer a vistoria presencial de um funcionário da Receita Federal.

Quer saber mais sobre os canais de parametrização? Assista ao vídeo abaixo:

Recebendo os Produtos da China na sua Empresa

Na maior parte das modalidades de importação, o empresário precisa arcar com os custos do frente do terminal de desembarque da carga até a empresa. Entretanto, na Importação Simplificada acontece o que chamamos de door to door. Ou seja, a empresa contratada faz a coleta dos produtos na fabricante e entrega na porta da empresa do importador.

Dessa forma, a importação simplificada é indicada para quem quer importar produtos com alto valor agregado. Além disso, a mercadoria não pode ultrapassar 3 mil dólares. O produto também não pode depender de certificação.

Por outro lado, na importação marítima, os produtos podem chegar de duas formas, a depender da forma de importação. Se por exemplo, a contratação foi de um container inteiro, um FCL, a unidade é colocada em cima de um caminhão e levada até a porta da sua empresa. Aí sim, o container é aberto e os produtos são descarregados. Posteriormente, o container deve votar ao porto.

Por outro lado, no container compartilhado ou LCL, no porto a carga é retirada do container e separada por importador. Posteriormente, o volume é colocado no frete contratado pelo importador.

Importar por Atacado da China no Importação Digital

Para você que está planejando sua primeira importação, indico o Importação Digital. A grande vantagem do Importação Digital é livrar você das altas taxas cobradas na armazenagem da carga nos portos brasileiros. Além disso, no Importação Digital, as despesas com despachante aduaneiro também já estão inclusas no valor do frete.

A Adesão ao Importação Digital tem uma anuidade de 997 reais. Ao fazer a importação, o empresário paga o preço fixo de 247* dólares por metro cúbico utilizado, sendo que o espaço mínimo é 1 metro cúbico. Nesse pacote, estão inclusos frete, os custos com o despachante aduaneiro e o os custos da armazenagem. Sendo que o pagamento dos impostos e outras taxas ficam por conta do importador.

Dessa forma, o time China Gate cuida da parte burocrática, com os custos de importação e desembaraço aduaneiro. Por outro lado, o importador fica responsável por toda parte comercial da importação. Ou seja, pela busca e contato com o fornecedor. Além disso, fica a cargo do importador o pagamento do fabricante na China.

Você terá ainda acesso a um série de bônus e vantagens.

Bora importar?

Esse conteúdo foi útil para você? Gostaria de ler sobre outro assunto aqui? Deixe um comentário!

*Valor praticado em Junho de 2021. Sujeito a alteração a qualquer momento, sem aviso prévio.