Como Importar da China de Forma Segura e Legal?

Tempo de leitura: 10 minutos

Existem vários pontos a se observar quando a questão é como importar da China com segurança e dentro da lei.

Os pontos de segurança, por exemplo, envolvem desde o estabelecimento de uma relação de confiança com os fornecedores chineses, passando pelo entendimento dos custos da importação, até a importância da checagem dos documentos.

Por sua vez, fazer uma importação dentro do que manda a lei brasileira, obedecendo todos os requisitos, respeitando prazos e recolhendo os impostos necessários é fundamental para todo importador que deseja crescer.

Dessa forma, entendo que trabalhar dentro da legalidade também é um fator de segurança não só para a importação, mas para a sobrevivência do seu negócio ou empresa.

Por isso, irei abordar sobre esse dois fatores no presente texto.

Vamos juntos, importador?

Foto de Jerome Monta, retirado de Unsplash.com

Como Importar da China Legalmente?

Via de regra, todas as importações são feitas de forma legalizada. Ou seja, o importador paga todos os cinco impostos de importação. Aliás, os produtos vindos da China só podem ser classificados como legalizados após o pagamento desses impostos.

Com isso, você vai poder dormir tranquilamente. Ou seja, vai manter o foco somente em vender os produtos e fazer crescer os lucros da sua empresa.

Então, ao declarar para a Receita Federal as mercadorias que você está importando e pagar os impostos de importação, você terá a segurança no seu processo de importação. Por outro lado, se você não declarar as mercadorias e não pagar os impostos, a sua importação não é legalizada.

A verdade é bem simples: Você tem que pagar o imposto.

E, se você é MEI, vai pagar os impostos de importação da mesma forma. Apenas na venda dos produtos, dependendo da sua receita, é que você terá uma isenção parcial de impostos.

Vamos em frente!

Como Importar da China com CNPJ?

Essa é uma pergunta que também tem a ver com os requisitos para fazer importação da China de forma legal.

Não há como importar da China para sua empresa sem um CNPJ. Ou seja, é inviável e ilegal. Por exemplo, se você precisar fazer uma série de importações em pouco espaço de tempo, isso não será possível sem o registro de pessoa jurídica.

Mesmo os empresários que trabalham com revenda de produtos importados da China, precisam ter um CNPJ. Esse requisito é o que torna a atividade econômica legalizada.

Você pode chegar e dizer que conhece um fulano de tal, que revende mercadorias chinesas, mesmo sem um CNPJ. Eu lhe digo que essa é uma forma bastante arriscada de atuar como comerciante ou empresário.

De acordo com a Receita Federal, importação por pessoa física só pode ser feita pra uso e consumo e não pode ser feita com fins comerciais. Veja aqui o item 10.3 no próprio site da RFB que aborda esse assunto.

Eu sei que tem muita gente que importa pessoa física e revende na internet, mas isso é errado. E não é pelo fato de muita gente fazer algo que torna esse algo correto. 

Então, se você não quer correr o risco de uma fiscalização bater na sua porta e apreender toda a sua mercadoria, não quer correr o risco da sua loja ser fechada, de receber multas e tomar um baita de um prejuízo, o conselho é fazer tudo como manda o figurino.

Ok?

imagem ilustra importador com dúvidas sobre importar da china com cpnj
Foto por Zan, retirado de Unsplash.com

Posso importar com o mesmo CNPJ da minha empresa ou preciso de um novo?

Você pode importar com o mesmo CNPJ, sim. E, isso é independente do ramo de atuação da sua empresa. O que você precisa mesmo é habilitar o radar siscomex para esse cadastro de pessoa jurídica, tornando a sua empresa também uma importadora.

Por exemplo, vamos dizer que você tem uma empresa que trabalha com fragrâncias e perfumes. Um belo dia você descobre uma fragrância excelente na China, e com esse produto quer produzir e revender seus próprios perfumes.

Dessa forma, sua empresa deixa de ser uma revendedora para o consumidor direto. Ela passa a produzir e a revender para outras empresas também.

Pode haver casos nos quais os ramos de atuação são muito distantes. Você quer manter sua empresa de venda de fragrâncias e perfumes, mas enxergou uma oportunidade no ramo pet, por exemplo. Da pra fazer tudo no mesmo CNPJ?

Sim, é possível. Entretanto é necessário pesar os prós e contras dessa relação. Mantendo um CNPJ, o empresário tem apenas uma contabilidade para tomar conta. Todavia é preciso buscar ferramentas para que não se perca o controle e misture as contas e a gestão de cada negócio.

Por outro lado, com dois CNPJs é possível manter tudo separadinho, cada um no seu quadrado. Mas, serão duas empresas, duas contabilidades, talvez dois gastos com aluguel de imóveis etc. O que recomendamos na China Gate? Faça tudo com o mesmo CNPJ!

O que você não deve esquecer é que a empresa importadora tem que ter o radar siscomex.

Anote isso aí!

Como Importar Itens de Marca Legalmente?

Nesse ponto, temos duas questões. Uma delas é puramente legal. A outra, de visão de negócio. Primeiramente, vamos abordar as questões de legislação.

Para importar artigos de marca é preciso uma licença da empresa dona dos direitos dessa marca. E, isso é muito difícil de conseguir. Em alguns casos, diria que é impossível. Essa licença é requerida pela Receita Federal do seu despachante aduaneiro no momento que a carga chega ao Brasil. Se você não tiver esse documento, sinto muito!

Vamos pensar no caso da Xiaomi, por exemplo. O mercado brasileiro é muito grande e com ótimas oportunidade de lucratividade. Então, essas empresas preferem atuar no Brasil por conta própria, através de um representante do que permitir que terceiros explorem o mercado através da marca delas.

Elas também podem fazer parcerias com grandes distribuidores e empresas, que importam os produtos da Xiaomi em grande escala e vendem no Brasil. E aqui entra a questão de posicionamento de negócio e de marca que mencionei anteriormente. Você vai mesmo querer competir com esses caras?

Mas, e como o importador fica nessa? A dica da China Gate é que você escolha um produto mais competitivo para sua empresa e aprenda como importar da China com sua própria marca.

Para isso, é claro que você precisa ter um CNPJ e pagar os impostos bonitinho. Você consegue compreender aqui que uma coisa acaba levando a outra? Quero dizer, se você atua de maneira legalizada, pode construir sua própria marca e se diferenciar no mercado, o que sem dúvida, é muito mais vantajoso e saudável para seus negócios.

Quer saber as vantagens de ter sua própria marca? Veja o vídeo abaixo.

Como Importar da China com Segurança?

Para importar da China com segurança, o primeiro passo é fazer a simulação de custos de importação. Para isso, você pode usar a planilha de custos da China Gate e colocar todos os custos na ponta da caneta.

Na planilha, você vai ter uma visão clara se sua importação é viável, se os preços que você vai praticar vão aumentar seus lucros ou não. Se você deve ou não fazer o investimento na importação ou se vai ser uma tremenda perda de grana e de tempo.

Ter segurança na escolha do fornecedor e o produto adequado é também um ponto muito importante. Como fazer isso? Veja a lista abaixo:

  1. Primeiro, vá ao Alibaba e gaste umas boas horas pesquisando o produto.
  2. Faça comparação de preços;
  3. Vasculhe a empresa do seu fornecedor com as informações disponíveis no Alibaba;
  4. Verifique se ele já recebeu uma vistoria ou contrate uma;
  5. Talvez seja viável ou necessário pedir um amostra do produto ou um lote teste e
  6. Aprenda como negociar com os fornecedores chineses.

Para saber mais sobre esses itens de segurança, esse vídeo vai ajudar bastante.

A importância da Documentação

Para importar com segurança também é fundamental que você faça uma verificação dos documentos de importação. Não há como importar da China ou de qualquer outro lugar do mundo sem a documentação exigida pelas autoridades brasileiras.

Acredite quando afirmamos que o setor aduaneiro da Receita Federal é bastante competente e segue a risca as normas e leis para entrada de produtos estrangeiros no Brasil.

Então, sem os documentos a situação complica e muito. Por exemplo, a falta de uma certificação do Inmetro, ou se a Commercial Invoice for apresentada com informações incompletas, coloca o importador numa situação difícil.

Você corre o risco de perder totalmente a carga, sem direito a qualquer tipo de restituição, já que a Receita Federal pode entender que você está querendo fraudar o sistema intencionalmente.

O empresário também está sujeito a multas. Além disso, pode ter que gastar muito mais dinheiro do que o previsto na armazenagem, até regularizar a situação. Tenho certeza, importador, você não quer passar por isso, não é!?

Então, faça um check list dos documentos necessários para concretizar a importação. Além disso, verifique minunciosamente todas as informações com o agente de cargas e com o despachante aduaneiro.

Importação Digital: Prática, Segura e Dentro da Lei

O Importação Digital é um serviço exclusivo da China Gate. Com ele, você terá acesso ao nosso container compartilhado, pagando um preço fixo por metro cúbico utilizado no container. Essa modalidade é ideal para quem está dando os primeiros passos na importação da China.

No Importação Digital, seus custos com frete são reduzidos. Além disso, tem os custos com desembaraço aduaneiro e armazenamento já inclusos no valor do serviço. Por sua vez, os impostos são pagos de acordo com a tabela de NCM de cada produto.

Você ocupa no mínimo 1 metro cúbico, pagando 247 dólares por cada metro cúbico utilizado. Esses serviços estão todos disponíveis através da assinatura de um plano anual de R$ 997,00. Esse é o valor praticado em março de 2021, podendo ser alterado sem aviso prévio.

Sem contar que o time da China Gate cuida da parte burocrática, fazendo os custos de importação e a liberação na carga no porto brasileiro, por exemplo. Por sua vez, o importador fica responsável pela parte de negociação e pagamento de fornecedores.

Por isso, se você quer importar de forma prática, segura e legal, com objetivo de aumentar os lucros da sua empresa, toque no botão abaixo e faça sua adesão.