Quer Importar da China? Esse é o Jeito Certo de Começar

Foto de Nick Fewing, retirado de Unsplash.com

Muitos importadores não sabem por onde começar uma importação. Isso por que importar um produto da China ou de qualquer lugar do mundo para o Brasil é um processo bastante burocrático. Ou seja, para quem quer importar da China do jeito certo, é preciso gastar bastante tempo estudando e se aprofundando em todos os passos.

A Boa notícia é que na Internet você pode encontrar conteúdo de qualidade sobre importação. Muitos deles são gratuitos e de fácil acesso. E exatamente esse o objetivo desse texto. Ou seja, contribuir para que você possa expandir seus conhecimentos sobre o assunto. E, com isso, realizar uma importação segura e lucrativa.

Dessa maneira, irei apresentar a partir de agora os procedimentos de cada fase para importar da China.

Vem comigo!

Buscando Produtos e Fornecedores Confiáveis na China

O primeiro passo para quem quer importar da China do jeito certo é escolher um produto. E essa decisão pode ser feita de duas maneiras. A primeira delas é optar por algum item do ramo em que você já trabalha. Se o leitor se encaixa nesse perfil, a decisão pelo produto acontece de forma muito natural.

A segunda maneira é começar do zero. Ou seja, se envolver com um produto desconhecido ou que com o qual o importador não tem muita intimidade. E, isso nos dá uma outra série de questionamentos. Por exemplo, o importador pode ficar na dúvida se deve trabalhar com o produto que gosta ou se investe naquele mais em alta no momento.

Retirado de Unsplash.com

Que Produto Compensa Importar da China?

Não tenho dúvidas de que essa é a pergunta que mais ouvimos dos importadores. Na verdade, deve ser a pergunta que os importadores mais se fazem a si mesmos. Entretanto, é preciso dar um passo atrás antes de respondê-la.

Quem quer importar da China do jeito certo precisa se atentar a um fato muito sério. Você já pensou que esse produto irá fazer parte da sua vida por um bom tempo? Que ele estará no seu pensamento durante boa parte do dia? Você vai até sonhar com esse produto. Acredite em mim! Então, minha dica é escolher algo que você gosta ou tenha alguma afinidade.

Por exemplo, você gosta de animais? Trabalhe com produtos pet. Sua onda é esportes? Invista em artigos esportivos. Tem queda por tecnologia? Escolha itens dessa área. Mas por que? Irei elencar os motivos abaixo:

  1. Conhecimento do produto e de suas características;
  2. Compreensão das dores e demandas que o produto pode resolver;
  3. Se tornar referência no mercado;
  4. Ter uma rotina de trabalho mais aliada às suas características pessoais e
  5. Ter uma vida menos estressante.

Pode parecer besteira, mas não é. Trabalhar com algo que gosta pode mesmo até influenciar nas suas vendas. Os clientes tendem a confiar mais em vendedores que conhecem bem os produtos vendidos.

Além disso, valorizam profissionais que desempenham suas atividades com paixão e desenvoltura. Não tenho dúvidas de que esses elementos subjetivos podem impactar seus números no fim do mês.

Como Encontrar Fornecedores Confiáveis na China?

No momento, a forma mais eficiente de encontrar fornecedores confiáveis e importar da China do jeito certo é através das plataformas online. Isso por que as viagens do Brasil para o país asiático estão paralisadas. Então, a dica é fazer a busca de fornecedores em sites como o Alibaba, Global Sources e Made in China.

O Alibaba reúne mais atributos para que o importador faça a busca por fornecedores com mais segurança. Mas, o você pode perguntar: O que devo fazer para não ser alvo de golpes na hora de negociar com os fornecedores?

  1. Verifique as informações disponíveis sobre o fornecedor na plataforma;
  2. Leia as avaliações e comentários deixados na página, principalmente de clientes brasileiros;
  3. Confira se o fornecedor está rankeado ou classificado pela plataforma;
  4. Averigue se ele já recebeu uma inspeção ou vistoria em suas dependências e
  5. Na troca de mensagens por chat, analise se o fornecedor entende mesmo do produto.

Não é por que o fornecedor está bem rankeado que ele é confiável. As classificações podem ser vendidas entre os próprios chineses. Os comentários podem ser positivos. Mas se o fabricante não recebeu uma inspeção, fique com o pé atrás. Finalizando, desconfie e investigue o máximo possível sobre esse cara.

Então, é fundamental que você utilize todas essas dicas de forma conjunta.

Entretanto, para garantir a segurança da sua operação nada é mais fundamental do que a inspeção de fábrica.

Retirado de Freerangestock.com

A Importância da Inspeção no Fabricante Chinês

A inspeção de fábrica ou nas dependências do fornecedor pode fazer com que você tenha noites de sono mais tranquilas. Esse é um serviço que deve ser contratado por uma empresa especializada na China. Existem trades ou agentes de inspeção na China que oferecem um serviço de confiança.

O que quer dizer com isso? Contrate profissionais para realizar o serviço. Sabe aquele seu amigo que mora na China e disse que faria a checagem para você? Esqueça! Ele pode ter muito boa vontade em lhe ajudar. Por outro lado, pode não ter os conhecimentos e a experiência necessárias para realizar o processo de vistoria. Por isso, evite correr riscos desnecessários.

Aproveite a boa vontade do seu amigo quando você for a China. Ele pode ser um bom agente de turismo.

O Pedido de Amostras ou Lote Teste de Produtos da China

O título pode dar a entender que o importador possa pedir apenas as amostras ou lote teste de um produto. Mas, se você que importar da China do jeito certo, peça os dois. É claro que isso depende de quanto dinheiro tem disponível para investir. Se a grana estiver curta, peça no mínimo uma amostra.

Para que serve as amostras ou o lote teste? Primeiro, com as amostras você pode conhecer de perto o produto. Ou seja, saber como ele funciona, quais são as características físicas, as especificações, o material com que é feito etc. Por sua vez, o lote teste serve para que o importador analise a aceitação do produto no mercado.

Então, as amostras e o lote teste tem finalidades diferentes. Enquanto a amostra impacta na segurança do importador sobre a qualidade do produto, o lote teste se refere a aceitação do mesmo perante o mercado.

Pegou essa?

Imagem ilustrativa mostra aperto de mão entre pessoas fechando negócio de importação da China
Retirado de Unsplash.com

A Negociação Com os Fornecedores Chineses

O importador (a) precisa ter em mente que a cultura de negócios dos chineses é diferente do que é praticado no Brasil. É importante que antes de entrar em contato com o fornecedor ou fabricante, o importador saiba exatamente o que busca. Dessa forma, é importante que você siga as dicas a seguir:

  1. Tenha clareza e seja assertivo sobre seus objetivos;
  2. Evite fazer muitas perguntas ao mesmo tempo;
  3. Seja muito específico sobre o produto e suas características;
  4. Dê tempo para que o fornecedor responda as perguntas e dúvidas e
  5. Reúna as cotações e escolha no máximo três para um contato posterior.

Uma outra dica importante é conhecer aspectos da cultura empresarial dos chineses. Isso pode evitar que você perca boas oportunidades de negócios. Por isso, se planeje e vá atrás dos conhecimentos necessários para que todas suas ações e escolhas sejam feitas com segurança e confiabilidade.

Vamos dizer que você que você tem todos os motivos para confiar no fabricante, mas agora as dúvidas pairam sobre o produto. O que fazer? Aqui entram duas possibilidades. Elas podem ser usadas em conjunto.

Compensa Importar o Produto da China?

Aqui entramos na questão da viabilidade da importação. Para quem quer importar da China do jeito certo, a validação do produto é requisito indispensável para o sucesso da importação. A Análise de viabilidade deve ser feita antes mesmo dos pedidos de inspeção, amostra ou lote teste. Mesmo por que o importador precisa saber se há dinheiro disponível para a realização desse procedimentos.

Para saber se vale mesmo a pena importar da China, todos os custos são colocados na ponta da caneta. A planilha de custos entra em cena. Ela vai levar em conta todos os custos de importação e dizer se o produto é competitivo no mercado. Ao todo, classificamos os custos de importação em quatro categorias.

  1. Custo do Produto;
  2. Custo do Frete;
  3. Impostos de Importação e
  4. Despesas Fixas.

Vamos ver de pertinho cada um desses pontos? Bora lá!

Quanto Custa o Produto que Quero Importar da China?

O Custo do produto depende essencialmente da busca de fornecedores. Quanto mais tempo você passar fazendo pesquisa de produtos e fornecedores, maiores as chances de encontrar boas oportunidades.

Outras variáveis importantes dentro do custo do produto são a quantidade e a qualidade do item. Lembre-se de que quanto menor é a quantidade de produtos, maior o custo por unidade. Por outro lado, produtos de alta qualidade também requerem um investimento maior.

Dessa forma, o importador precisa ter jogo de cintura para dosar as necessidades do mercado que ele pretende atender, frente ao dinheiro disponível para importar da China. Além disso, é preciso ter em mente que a viabilidade não é apenas medida pelos custos e despesas com importação.

Também é preciso levar em conta se o custo desse produto ao chegar no Brasil, dará margem para que você tenha condições de competir no mercado e alcance os lucros desejados.

imagem mostra navio lotado de containeres, já navegando. E ilustrar uma das formas para importar da China
Foto de Ian Taylor, retirado de Unsplash.com

A Influência do Frete na Importação da China

Incialmente, é preciso avaliar a modalidade de importação, isto é, se aérea ou marítima. Não é segredo para ninguém que os custos logísticos de operação do frete aéreo são maiores do que o marítimo.

A escolha da modalidade de transporte depende muito do planejamento e da necessidade do importador pelo produto. Quer um exemplo? Vamos dizer que você quer importar bolas de decoração para árvores de natal. Se os estudos de viabilidade começassem hoje, o importador receberia a carga numa prazo de até 120 dias, ou seja, 4 meses.

Esse é o prazo de uma importação marítima, incluindo uma margem para eventuais atrasos. A carga chegaria então no início de novembro.

Numa importação aérea, o tempo de transporte entre China e Brasil é de 15 dias, três vezes menos do que leva um navio cargueiro. Então, por avião, entre 25 e 30 dias, a carga chegaria na porta da sua empresa. Nessa contas, você teria os produtos na sua prateleira já no início de setembro.

O que mudaria? os custos de importação aérea são consideravelmente maiores que o marítimo. Dessa forma, para alguns produtos, a importação nem mesmo seria viável. Mas por que? Os custos altos poderiam tornar seus produtos nada competitivos no mercado, já que para custear toda a logística aérea seria preciso elevar os preços de venda.

Outra variável é o peso e o espaço que a carga ocupa dentro de um container ou em uma aeronave. Então, importar um metro cúbico de capinhas de celular não é a mesma coisa que trazer a mesma metragem de papeis de parede.

Importar da China do Jeito Certo: Pagando Impostos

Os impostos de importação também tiram o sono de muitos importadores. Mas, não adianta se preocupar. O pagamento de todos eles é tornam os produtos legalizados no Brasil. Além disso, entendo que trabalhar de forma legalizada é maneira mais rápida e fácil de escalar o negócio.

Então, quem quer importar da China do jeito certo precisa pagar os impostos. Ao todo, os impostos de importação são cinco:

  1. Imposto de Importação;
  2. Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
  3. Programa de Integração Social (PIS);
  4. Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e
  5. Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).

O ICMS é um imposto pago ao estado de destino da carga. Ou seja, se sua empresa está sediada em São Paulo, mas você manda a carga para a filial de Belo Horizonte, o ICMS deve ser pago à Minas Gerais.

Vamos conhecer as despesas fixas de importação.

Quais são as Despesas Fixas de Importação?

Despesa fixa é tudo aqui que não é o custo do produto, não é o frete e não faz parte dos impostos. Dessa forma, elas dependem de algumas variáveis. Por exemplo, a modalidade de importação, se aéreo ou marítimo, pode acarretar a incidência de despesas fixas específicas.

Entretanto, algumas delas são bem conhecidas dos importadores. Entre elas temos habilitação de Radar Siscomex, despesas com armazenagem, custos com certificação e homologação de produtos, pagamento de despachante aduaneiro, gastos com emissão de documentos etc.

Essas despesas impactam bastante o importador de pequeno porte. Principalmente, quando o assunto é a armazenagem da carga em portos e aeroportos brasileiros.

Imagem ilustrativa de aeronave que faz frete de cargas da China para o Brasil

Importar da China do Jeito Certo: Concretizando um Sonho

Depois de realizar todos os estudos de viabilidade, chega a hora de tomar a decisão de concretizar a importação. Nessa hora, o importador deve sinalizar a intenção de compra dos produtos junto ao fornecedor. Dessa forma, o parceiro de negócios na China irá pedir um adiantamento do pagamento dos produtos.

O adiantamento pode ser de 30% do valor total do pedido. Entretanto, a taxa pode variar dependendo do nível de negociação estabelecido com o fornecedor. O repasse desse valor vale como sinal para que os chineses iniciem a produção. O restante do pagamento é repassado após o embarque da carga ou conforme estabelecido nas negociações.

Com isso, a fase de produção pode levar até 30 dias. Entretanto, existe também a possibilidade de seu fornecedor já ter todo o material contratado pronto para mandar para o Brasil.

Embarcando os Produtos na China

Depois que o fabricante ou fornecedor terminar de preparar a carga, ela é enviada para o armazém portuário na China. Entra em cena a figura do Agente de Cargas. Esse profissional faz a ponte entre o importador e a empresa responsável pelo frete da carga.

Basicamente, o agente de cargas recebe a carga no porto, sendo responsável pelo embarque dela no container e, posteriormente, no navio. Mas, preciso ressaltar que se você quer importar da china do jeito certo, precisa contratar esse profissional com antecedência. Ou seja, não espere a carga chegar no local de armazenagem na China para aí sim contratar o profissional.

O Agente de cargas confere confere toda a documentação necessária para a importação. Esse procedimento é importante para que o desembaraço aduaneiro aconteça de forma correta no Brasil. Isto é, evitando prejuízos e atraso na liberação da carga pela Receita Federal.

Vamos falar um pouco mais sobre esse ponto no próximo tópico.

Imagem Ilustrativa de container no porto de importar da china

Como é o Desembaraço Aduaneiro de Produtos Importados da China?

O Desembaraço Aduaneiro é a fase mais complicada de toda jornada de importação. O Brasil é um país muito burocrático, por isso a nacionalização de cargas é rigorosa e um pouco demorada. Nessa fase sai de cena o Agente de Cargas e entra o Despachante Aduaneiro. Quais as responsabilidades desse profissional?

  1. Entregar os documentos de importação para a Receita Federal;
  2. Registrar a Declaração de Importação na Receita Federal;
  3. Verificam o enquadramento tributário da carga;
  4. Podem providenciar o pagamento dos impostos devidos e
  5. E pode atuar também na verificação da carga juntamente como os fiscais da Receita Federal.

É importante ressaltar que o despachante aduaneiro apenas consegue cumprir com suas funções se toda a documentação de importação estiver em dia. Por isso, é sempre aconselhável que o importador faça uma check list detalhado de toda papelada.

Com isso os produtos importados vão ser checados nos canais de parametrização.

O que são os Canais de Parametrização?

No desembaraço aduaneiro também temos os temidos canais de parametrização. Eles nada mais são do que formas de fiscalização das cargas. Podendo ser:

  1. Verde: Quando a carga é liberada quase que automaticamente, já que a Receita Federal, nesse caso, entende que está tudo certo com a importação;
  2. Amarelo: Se a carga cair nesse canal, o fiscal da receita irá fazer uma checagem de documentos, isto é, ele irá conferir se o que está listado na documentação confere com os dados do sistema da Receita Federal;
  3. Cinza: Se a carga cair no canal cinza, é por que a fiscalização brasileira entende que você pode estar cometendo alguma fraude. Nesse canal, a fiscalização vai acontecer com muito rigor, podendo levar até 90 dias, prorrogáveis por mais 90 e
  4. Vermelho: Nesse canal, o fiscal solicita a abertura da container e faz uma verificação por amostragem. Ou seja, Vai pedir para abrir uma, duas ou 10 caixas e comparar com o que está descrito na documentação.

Se a documentação está completa e corretamente preenchida, não há com que se preocupar. A carga será liberada independente do canal de fiscalização.

Do Porto para a Empresa do Importador

Na maior parte das modalidades de importação, o importador precisa contratar o frete do porto de desembarque até a empresa. Isso só não acontece em um caso. Na Importação Simplificada, que é uma modalidade de importação aérea, existe um serviço que conhecido como door to door.

A empresa contratada retira os produtos na porta do fabricante ou fornecedor na China e entrega a carga na porta da empresa do importador. Uma belezura, né!? Só que isso custa caro. Além disso, indicado apenas para alguns tipos de mercadorias.

A importação simplificada é indicada para produtos de alto valor agregado, sendo que o valor da carga não pode ultrapassar os US$ 3 mil. Além disso, esses produtos precisam ser pouco ou minimamente volumosos. É o caso de relógios, bijuterias e componentes eletrônicos.

Entretanto, se você precisa importar produtos volumosos, mas não tem grana para trazer um container inteiro, o Importação Digital é o plano que atende a essa necessidade.

imagem promocional do serviço Importação digital, o container compartilhado para importar da China.

Importação Digital: O Container Compartilhado China Gate

Para você que está planejando sua primeira importação, indico a Importação Digital (ID). Nela, você não precisa importar o container inteiro. No ID, o custo é de 247 dólares por no mínimo um metro cúbico ocupado na unidade. Caso você faça a simulação e não queira importar, tem até 60 dias para pedir reembolso, a parti da data de contratação do serviço.

A grande vantagem do Importação Digital é livrar você das altas taxas cobradas na armazenagem da carga nos portos brasileiros. Além disso, no Importação Digital, as despesas com despachante aduaneiro também já estão inclusas no valor do frete.

Dessa forma, o time China Gate cuida da parte burocrática, com os custos de importação e desembaraço aduaneiro. Por outro lado, o importador fica responsável por toda parte comercial da importação. Ou seja, pela busca e contato com o fornecedor. Além disso, fica a cargo do importador o pagamento do fabricante na China.

Você terá ainda acesso a um série de bônus e vantagens.

Bora importar?

Dilvo Rodrigues

Dilvo Rodrigues

Nascido nas Minas Gerais, formado em jornalismo e apaixonado por cinema. Sou pai do Francisco, prezo por uma história bem contada e tenho muito gosto por aprender coisas novas. Sou Redator na China Gate, e ajudo pessoas a tomarem as melhores decisões sobre importação da China.
Dilvo Rodrigues

Dilvo Rodrigues

Nascido nas Minas Gerais, formado em jornalismo e apaixonado por cinema. Sou pai do Francisco, prezo por uma história bem contada e tenho muito gosto por aprender coisas novas. Sou Redator na China Gate, e ajudo pessoas a tomarem as melhores decisões sobre importação da China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Postagens Recentes

Importe direto da China para Sua empresa Com Nota Fiscal

AULAS AO VIVO E GRATUITAS

DE 16 A 18 DE MAIO ÀS 20h

método válido para importação por CNPJ