Como escolher produtos da China para revenda no Brasil

Tempo de leitura: 4 minutos

Attractive Chinese Business Woman leaning on her desk.

Muitas pessoas e empresas estão descobrindo que importar produtos da China para revenda no Brasil é um negócio altamente lucrativo. Mas escolher bem quais produtos importar é essencial para o sucesso e a sustentação do negócio no curto e longo prazo. Afinal, o tempo de importação e as tendências de consumo podem mudar rapidamente e o importador poderia alocar seu capital de giro (destinado às operações diárias do negócio, como compra de produtos, pagamento de deslocamentos, taxas e impostos) em produtos que ficariam estocados por muito tempo e não poderia reinvestir e aumentar os seus lucros.

Descubra a seguir quatro passos para escolher quais produtos importar da China para revender no Brasil:

Familiaridade com o produto

Ter familiaridade com o produto que você importará é fundamental. Imagine, por exemplo, ter que aprender do zero o que é um computador, quais são as melhores marcas, as que mais dão problemas e quais as configurações mais procuradas para, só depois, começar a fazer uma boa análise de fornecedores para comprar os melhores computadores.

A experiência com um produto pode ajudar a acelerar o ritmo de sua empresa nos demais passos desse processo e, principalmente, pode determinar o sucesso de suas vendas quando os produtos ficarem disponíveis, pois os consumidores precisarão de informações para confiar e comprar de você.

Relacionamento com o mercado

É necessário destacar que ter experiência como usuário de um produto é completamente diferente de ser revendedor do mesmo produto. Afinal, todas as pessoas usam roupas, mas comprá-las e revendê-las envolve outros critérios, não é?

Se você já tiver algum tipo de relacionamento com o mercado no qual estabelecerá seu negócio de revenda de produtos da China aqui no Brasil, isso poderá auxiliá-lo em uma análise bem objetiva e realista dos consumidores, das tendências de mercado e dos fornecedores dos produtos. Caso você não tenha, pesquise bastante antes de pensar em importar!

Análise de mercado

Dados do relatório Causa Mortis do Sebrae mostram que grande parte das empresas que fecham sua portas, não tem uma noção apurada sobre seus concorrentes. É muito importante entender o ambiente em que a empresa está inserida, quais são as vantagens e desvantagens, forças que impulsionam e que seguram o crescimento da empresa. Assim o empreendedor poderá agir de antecipadamente na condução da sua empresa.

Qual o público que mais compra meu produto?

Pode parecer óbvio, mas nem sempre é assim. O público que mais compra cueca, por exemplo, não são homens, mas mulheres que compram para seus maridos, namorados ou filhos.

Existem muitas empresas que oferecem esse produto?

Se existem, faça uma pesquisa e tente identificar se há um equilíbrio entre o público-alvo e a quantidade de empresas que oferecem aquele produto no lugar em que você pretende atuar. Se não existe muita oferta, tente identificar se de fato existe uma demanda para o seu produto.

Quais são os preços que as empresas estão praticando?

Isso pode ser determinante para saber qual o lucro que seus produtos terão, se a revenda será um bom negócio ou se você deveria procurar por outros produtos, por exemplo.

Existem picos de demanda e sazonalidades?

No inverno, aumenta a procura por blusas de frio e no verão elas diminuem, mas isso também pode acontecer com videogames em época de lançamento ou na proximidade de datas comemorativas, como Natal ou Dia das Crianças. Prever essa sazonalidade e os picos de demanda é fundamental, principalmente para produtos da China para revenda, pois o tempo de transporte é uma barreira para uma rápida reposição de estoque.

Análise de fornecedores de produtos da China para revenda no Brasil

Ter fornecedores que sejam fáceis de contatar via e-mail, skype, whatsap ou até telefone (e que tenham o inglês como opção para a comunicação) pode ser fundamental na hora da negociação, pedido de amostras, solicitação de suporte ou outras necessidades. Ainda que você não fale inglês, isso será fundamental, afinal, é mais fácil encontrar um tradutor de inglês do que de mandarim.

Também leve em conta o tempo que o fornecedor tem no mercado e tente encontrar referências. Uma boa dica é perguntar se ele já possui algum comprador no Brasil e pedir para entrar em contato com essa pessoa ou com essa empresa para saber sobre a sua experiência com aquele fornecedor.

E a dica de ouro: não duvide dos dados. Se suas pesquisas te mostrarem que aquele não é um bom produto ou que os fornecedores não são confiáveis, mude seu foco de atuação e evite perder dinheiro.

Gostou dessas dicas de como escolher produtos da China para revenda? Então, assine nosso feed de notícias e não perca nenhuma informação importante para o sucesso de seu negócio!

Nós também podemos te ajudar de uma outra forma, com a consultoria China Gate! Para solicitar um atendimento basta clicar aqui e preencher este formulário que entraremos em contato com você!