Importar da China: Qual o Mínimo Para Começar?

mínimo para importar da China

Uma das perguntas que os importadores mais fazem é sobre o valor mínimo de dinheiro para importar da China. Isso nos traz um monte de questões para tratarmos. A principal delas é mostrar que as importações são muito diferentes entre si. Ou seja, não é a mesma coisa importar relógios e importar bicicletas.

Dessa forma, isso tem uma influência muito grande no custo da importação. Além disso, o valor mínimo para importar da China ainda tem outras variáveis. Por exemplo, a quantidade de produtos, a modalidade de frete e o valor da armazenagem são uma dessas variáveis.

Uma coisa importante é que do ponto de vista da legislação brasileira, você pode importar da China o valor que quiser. Entretanto, como nós falamos aqui é sobre importa com finalidade empresarial, a pergunta que norteia as ações do importador deveria ser: “Será que compensa Importar?”

Então, nossas dúvidas são comerciais. Ou seja, os produtos importados da China vão me dar quanto de lucro? Vou conseguir ser competitivo no mercado importando um contêiner de bicicletas? Por quanto vai ser possível vender se eu trouxer uma caixa de relógios na importação simplificada?

Essas são boas perguntas a se fazer. Nesse texto, vou te ajuda a responder algumas delas. Mas, também apresentar algumas soluções para quem está começando a entender sobre importação da China.

Vamos lá!?

A Escolha do Produto e o Custo para Importar da China

A Escolha do produto tem muito a ver com o custo final da sua importação da China. Primeiro, você vai precisar pagar o fornecedor chinês por eles. Mas, esses produtos também vão determinar uma série de outros gastos.

Entre eles, podemos destacar:

  1. A carga de Impostos;
  2. O Frete Internacional;
  3. A Armazenagem e
  4. A Influência do Mercado

Um dado importante é que todos os fornecedores tem um pedido mínimo para compras. Dessa forma, já temos um bom parâmetro de análise aí.

Se depois de uma boa pesquisa, o importador notar que não tem condições de investir trazendo a quantidade mínima de produtos, então continue comprando no Brasil.

Uma fórmula básica de saber por alto se você tem essa capacidade de importação é multiplicar o preço da sua compra por dois.

Por exemplo, se o pedido mínimo do fornecedor é mil peças, e isso dá 4 mil dólares. Então, sua importação irá chegar por 8 mil dólares.

Você tem 8 mil dólares disponíveis?

Vamos analisar então os outro passos? Vamos lá!

Foto de Towfiqu Barbhuiya, retirado de Unsplash.com

Qual a Carga de Impostos para Importar da China para o Brasil?

Nesse momento entra em jogo a NCM, também conhecida como Nomenclatura Comum do Mercosul. A NCM é um código de oito dígitos que classifica os produtos. Esse código é muito importante para seu projeto para importar da China. Mas, por que?

Todos os produtos que são comercializados no Brasil e no mundo tem um código desses. No Brasil e nos países do Mercosul, o nome é NCM. No restante do mundo, é conhecido como HS Code.

A NCM é importante para se determinar os impostos que vão ser cobrados do produto. Ou seja, cada produto tem um imposto de importação específico. Muitas vezes, o IPI também é diferenciado para cada item.

Além disso, é através desse código que o importador fica sabendo se o produto tem alguma restrição de importação. Isto é, se precisa de uma homologação do Inmetro ou da Anvisa. Ou se ele tem política antidumping etc.

Mas, voltando a falar sobre os impostos de importação para importar da China para o Brasil, eles são cinco.

  1. Imposto de Importação (II);
  2. Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
  3. Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS);
  4. Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e
  5. Programa de Integração Social (PIS).

Mas, onde você encontra esse número para saber com exatidão o que vai pagar de impostos?

Como fazer a Busca da NCM para começar a importar da China?

Basta que você faça a busca da NCM e saber certinho a alíquota que é cobrada sobre o seu produto. Como? Digite na busca do Google “NCM Capa de Celular” ou “NCM Relógio”. Há a possibilidade também de ir no site da Receita Federal.

O número também pode ser consultado no Portal do Siscomex. Lá você vai encontrar uma lista imensa de produtos, basta apenas ir clicando nos segmentos e o site filtra automaticamente os resultados.

Então, copie o código e vá para o simulador da Receita. Nele, você vai saber com exatidão os tratamentos administrativos e as taxas que incidem sobre o produto.

Vamos agora entender a questão do frete no custo mínimo para importar da China?

Frete Marítimo ou Frete Aéreo?

A escolha do frete também depende do produto. Mas também do tamanho, do volume e do peso dele. Por outro lado, existe também a questão do tempo. Ou seja, a urgência que o importador precisa ter a carga disponível para venda aí na empresa.

Dessa maneira, é preciso levar em conta as características acima para decidir sobre o frete. Porém, já entenda que uma importação marítima é bem mais lenta, mas é mais em conta. O frete aéreo é muito mais rápido, por isso é bem mais caro.

Quando Escolher o Frete Marítimo?

O Frete marítimo é muito indicado para cargas grandes e volumosas. Mas, também para aqueles produtos pesados. Nessa modalidade, o importador pode fechar um contêiner inteiro. Entretanto, existe a possibilidade trazer os produtos da China para o Brasil em contêiner compartilhado.

No contêiner compartilhado, se paga pelo espaço utilizado. Assim, a unidade é dividida entre vários importadores. O serviço é ideal para importadores de pequeno porte. Todavia, também requer um estudo de viabilidade.

Por sua vez, para importar um contêiner inteiro é preciso arcar com os custos do frete e logísticos sozinho. Pode ser vantajoso escolher esse formato, dependendo da mercadoria e do capital disponível para investir.

O que esses dois formatos tem em comum? Para importar via marítima é preciso planejamento antecipado. Isso por que seus produtos demoram de 90 a 120 dias para estar em suas mãos.

Compensa Importar da China no Frete Aéreo?

O frete aéreo é indicado para cargas pequenas e de alto valor agregado. Na importação simplificada, o importador pode trazer embarcar mercadorias de até US$ 3 mil. Mas, é preciso ficar atento.

Nesses 3 mil dólares precisam caber o valor dos produtos, do frete e do seguro. Uma das vantagens desse formato de importação é que a empresa de frete aéreo cuida de praticamente tudo.

Ou seja, o importador só tem o trabalho de buscar, negociar e realizar o pagamento junto ao fornecedor. A partir daí, a empresa busca o produto na porta da empresa na China e entrega os produtos na porta da sua empresa aqui no Brasil.

Outro formato de importação aérea é a cargo. É um importação formal, onde é preciso ter despachante aduaneiro, pagar o os impostos e realizar toda a burocracia de importação. Mas, aqui o importador pode embarcar qualquer quantidade de produto, de qualquer valor.

Uma importação aérea leva de 10 a 15 dias para estar no Brasil. E, por essa rapidez, o importador tem um custo muito maior do que um importação marítima.

Então, o que define mesmo qual modalidade de frete como ideal para você é a sua necessidade, e o tipo de produto importador.

Agora vamos a questão do armazenamento.

Por que Falar do Armazenamento para Importar da China?

A maior parte dos importadores gasta mais energia se preocupando com o pagamento dos impostos do que com qualquer outro procedimento da importação, não é mesmo!?

Entretanto, se você é um importador de pequeno porte deve prestar muita atenção ao armazenamento da sua carga. Essa fase é a que impacta mais no mínimo necessário para importar da China.

É claro que o armazenamento é um fator importante para todo tipo de importação, seja ela grande ou pequena. Mas, proporcionalmente, o custo é maior para quem importa poucas quantidades e tem menos dinheiro para investir.

Quando a carga chega em um contêiner inteiro, por exemplo. A unidade é tirada do navio e logo segue para a fiscalização. Por outro lado, no contêiner compartilhado existem mais fases e mais trabalho para separar as mercadorias de cada importador.

Isso consome mais tempo e mais mão de obra. Resultado: custa mais dinheiro também.

Então, aqui o importador consegue perceber que as escolhas na importação disparam outras demandas em cadeia. Vê como a escolha da forma do frete marítimo pode impactar na armazenagem? E, tudo isso começa lá trás, com a decisão de qual produto importar da China.

Até aqui, o importador deve ter percebido que falamos da importação totalmente desligada do mercado. Pois é, o mercado no qual você está inserido também determina um investimento mínimo necessário.

Vamos entender o motivo disso?

O Mercado e a Concorrência Influencia Minha Importação da China?

Se você está fazendo uma importação empresarial, o comportamento do mercado e da concorrência devem servir de parâmetro sim.

Tenha em mente que seus produtos precisam ter um preço competitivo. Isso em relação aos concorrentes. Ao mesmo tempo, esse valor precisa atrair a atenção do consumidor. Você precisa vender, não é mesmo!

Então, qual seria o pedido mínimo para importar da China no qual eu seria competitivo? Vou dar um exemplo!

Você vai importar 5 bicicletas de carga para vender na sua loja física. Entretanto, descobriu que seu concorrente faz importação de 60 itens. Será que o preço de custo do produtos nas duas importações será o mesmo?

É claro que não! Por trazer maior quantidade, o custo unitário do seu concorrente é menor. Logo, vai conseguir praticar um preço mais competitivo aqui no Brasil.

Assim, importando 5 unidades, dificilmente você conseguiria concorrer com esse cara. Entendeu?

Concluindo, caro importador, não existe um valor estabelecido que poderíamos dizer que é o mínimo para importar da China.

Você tem que analisar o mercado e suas condições de investimento. Ou seja, buscando entender de que forma seu negócio poderia se posicionar e ser lucrativo.

Agora que você já sabe como avaliar quanto precisa investir para importar da China, descubra como começar uma importadora!

Dilvo Rodrigues

Dilvo Rodrigues

Nascido nas Minas Gerais, formado em jornalismo e apaixonado por cinema. Sou pai do Francisco, prezo por uma história bem contada e tenho muito gosto por aprender coisas novas. Sou Redator na China Gate, e ajudo pessoas a tomarem as melhores decisões sobre importação da China.
Dilvo Rodrigues

Dilvo Rodrigues

Nascido nas Minas Gerais, formado em jornalismo e apaixonado por cinema. Sou pai do Francisco, prezo por uma história bem contada e tenho muito gosto por aprender coisas novas. Sou Redator na China Gate, e ajudo pessoas a tomarem as melhores decisões sobre importação da China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Recentes

Alibaba Sem Segredos

Curso Gratuito para você que deseja começar a importar da China!