Quais são os Principais produtos Importados da China

Tempo de leitura: 6 minutos

Você sabe quais são os principais produtos importados da China para Brasil, caro importador? O país asiático é o maior parceiro comercial do Brasil no momento. Falando de importação, que é nosso forte aqui, entre janeiro e fevereiro de 2021, foram mais de US$ 10,9 bilhões em valores importados da China. O Crescimento é de US$ 8,1 milhões, em relação ao mesmo período de 2020.

Os dados são da ComexVis, uma plataforma do governo federal que disponibiliza dados, números e gráficos sobre o comércio exterior do nosso país.

Mas, quais são os produtos que mais importamos dos chineses? Nesse texto, você vai saber um pouco mais sobre eles e, quem sabe enxergar alguma oportunidade de negócio.

Lista dos 5 produtos mais importados da China para o Brasil

Logo abaixo, você irá conhecer os cinco tipos de produtos mais importados da China para o Brasil, no início de 2021. É claro que no decorrer do ano, essa lista pode sofrer alterações. Mas, fique tranquilo. Manteremos você sempre muito bem informado.

Vamos ao que interessa?

1.Equipamentos de Telecomunicações, peças e acessórios;

Aqui se encaixam insumos e equipamentos voltados para telefonia móvel, internet banda larga e TV por assinatura, principalmente de uso residencial.

O Brasil possui poucos fabricantes desses tipos de produtos, dessa forma os produtos precisam ser importados. Além disso, a implementação da internet 5G no país, pode abrir grandes janelas de oportunidades.

A China é um grande produtor desse produtos, já que estão por lá os grandes produtores de equipamento e insumos para esse nicho de mercado. A ressalva aqui é para que o importador evite importar produtos de marca. Ou seja, o aconselhável é sempre conquistar o mercado através de produtos de marca própria e, se possível, exclusivos.

É importante que o importador verifique a necessidade de certificação ou homologação de agências reguladoras brasileiros, como o Inmentro ou da Anatel, por exemplo.

2. Válvulas e tubos termiônicas, de cátodo frio o foto-cátodo, diodos e transistores;

Esses componentes estão em equipamentos de som, por exemplo. Um exemplo de aplicação é nas caixas valvuladas para guitarras. Elas geram uma sonoridade considerada melhor do que aquela gerada pelos transistores. Além disso, as válvulas e tubos estão na indústria para diversos fins.

O Brasil também tem déficit de produção desses itens, não sendo capaz de atender a demanda como um todo. O Custo de importação desses produtos é relativamente baixo,

3. Produtos para a Indústria de Transformação

Nesse ramo temos uma série de nichos. A classificação é muito abrangente, pega uma série de produtos que são totalmente ou parcialmente produzidos.

Então, dos ramos interessantes aqui temos a indústria têxtil, a indústria automobilística, indústria de máquinas e equipamentos etc. No Brasil, alguns desses mercados estão bem consolidados.

Por exemplo, se você pensa investir em importação de roupas. Se for algo feito de algodão, talvez seja mais lucrativo comprar aqui mesmo. Entretanto, para tecidos sintéticos, a China pode oferecer boas opções.

4. Compostos orgânico-inorgânicos, compostos heterocíclicos, ácidos nucleicos e seus sais e sulfonamidas

Nesse item da lista, temos composições químicas que pode ser utilizados para produzir medicamentos, por exemplo.

Dessa forma, é aconselhável consultar se há a necessidade de certificação ou homologação de produtos por agências reguladoras brasileiras.

5. Máquinas e aparelhos elétricos

Em máquinas e aparelhos elétricos, podemos ter produtos destinados à construção civil leve, por exemplo, compactadores de solo, talhas elétricas, argamassadeira entre outras. Um outro exemplo, são produtos e equipamentos utilizados para a movimentação de carga. Então, se encaixam nesse perfil transelevadores, transpaletes e guindastes.

Nos dois casos citados acima, tempos produtos que são grandes. Dessa forma, o investimento de importação nesses itens pode ser elevado. Caso tenha dúvidas, procure ajuda e informações junto a um importadora de sua confiança.

Com uma lista dessa em mãos, o importador pode querer perguntar:

Quais os melhores produtos para importar da China?

Essa é uma pergunta difícil de responder, assim, na lata. Há duas formas de lidar com isso. Uma delas é já ter um produto de preferência e investir nele. A outra, buscar oportunidades que se encaixam no perfil do importador. Ou seja, não adianta crescer o olho nos produtos de telecomunicações, suas peças e acessórios, se você entende mesmo é de material para escritório, por exemplo.

É claro que é possível começar em um novo ramo. Entretanto, é preciso se dedicar bastante a entender os produtos e, principalmente, perceber e compreender as necessidades dos clientes. Sem dúvida, quando se tem conhecimento e paixão por uma produto, isso acontece de forma muito natural e espontânea.

Então, sendo mais direto e respondendo a pergunta, eu diria que você deveria fazer um estudo de viabilidade. Saber se compensa fazer o investimento. Ou seja, se você está com dúvida se importar máquinas e aparelhos elétricos vale a pena, corra no Alibaba agora mesmo e faça a pesquisa do produto. Gaste um bom tempo lá. Garimpe. Compare preços.

Quer entender por que o Alibaba é o melhor site para fazer pesquisas de fornecedores e produtos e começa a importar da China? Toque aqui.

Quer saber mais sobre como descobrir o melhor o produto para importar da China? Assista ao vídeo abaixo.

Importação Digital: A melhor forma para Importar da China

A grande sacada do Importação Digital é livrar o importador do pagamento de altas taxas de armazenagem da carga nos portos do Brasil. Além disso, não precisa importar um container inteiro de produtos, impedindo o acesso de importadores de médio e pequeno porte a importação. Ou seja, sua importação vai ser feita através do nosso container compartilhado.

No Importação Digital, você precisa ocupar no mínimo 1 metro cúbico no espaço da unidade, e você paga 247 dólares por esse e por cada metro cúbico a mais. Mais ainda, o custo do despachante aduaneiro está incluso no valor do frete.

Nesse serviço, o time da China Gate toma conta de toda a parte burocrática da importação. Ou seja, o importador fica responsável apenas pela parte comercial da importação. Ou seja, pela busca, contato com o fornecedor e pelo pagamento do fabricante na China.

O importador também terá acesso a uma série de bônus e vantagens.

Bora importar!