5 Formas de Perder Dinheiro em uma Importação da China

O título do texto parece ir contra o raciocínio lógico. Como assim, alguém quer mostrar 5 formas de perder dinheiro em uma importação da China? Ou seja, se o importador decide formatar uma importadora é para investir e lucrar com isso, não é mesmo? Exatamente!

Mas, caro importador ou importadora, se você tomar pelo menos uma das cinco decisões que vou listar abaixo, sem dúvida, você vai perder bastante dinheiro. E, também uma boas noites de sono. Quer dormir sossegado? Vem que mostro como a cama deve ser arrumada!

A primeira forma de perder dinheiro em uma importação da China tem a ver com a busca de produtos e fornecedores

Não Fazer uma Boa Pesquisa de Produtos e Fornecedores

Não fazer uma boa pesquisa de produtos é uma boa forma de perder dinheiro com importação. Par começar, a pesquisa de produtos impacta diretamente nos outros custos de importação. Mas, principalmente nos impostos, já que as alíquotas são definidas por cada tipo de produto.

Além disso, o produto é principal elemento da venda da sua empresa. Dessa forma, se sua pesquisa for ruim e você acabar investindo em um item de qualidade duvidosa e que não atenda as necessidades do público-alvo, sem dúvida vai dar ruim para seu lado.

Se você quer começar a importar agora, é importante investir em produtos que oferecem boa margem de lucro. Ou seja, acima das dos 30%! Onde encontrar esses produtos?

A dica é realizar a busca em sites como o Alibaba, Made in China ou Global Sources.

Foto de Rinson Chory retirando de Unsplash.com

Fazendo Importação Com os Fornecedores Errados

Essa é uma maneira muito fácil de perder dinheiro em uma importação da China, por diversos motivos. A escolha de um bom fornecedor pode contribuir para que importar da China seja seguro e lucrativo. Mas, como?

Para começar, um bom fornecedor vai passar as informações de forma clara e sólida para que o importador tome decisões. Além disso, A negociação irá fluir de uma maneira bastante profissional e assertiva. Ele também irá respeitar os prazos colocados na proforma invoice.

Enretanto, há outros aspectos muito mais importantes sobre a questão do fornecedor. A principal delas é a inspeção.

Fornecedor sem Inspeção é Ticket para Perder Dinheiro na Importação da China

No processo de negociação com o fornecedor o primeiro desafio é superar a desconfiança e o medo. Afinal de contas, falar de dinheiro, compra, prazos e responsabilidades com uma pessoa que está do outro lado do mundo pode ser difícil. Principalmente nesse momento de pandemia, quando tudo deve ser feito pela internet.

Com isso, a realização de uma inspeção nas dependências do fabricante ou fornecedor chinês se torna um procedimento quase obrigatório. A inspeção, dessa forma, visa garantir que se está negociando com uma pessoa de boa fé.

Então, para não perder dinheiro numa importação da China ao negociar com fornecedores, esteja atento a esses pontos:

  • As informações disponibilizadas no site sobre o fornecedor;
  • Ao número de vendas ou transações financeiras realizadas;
  • As comentários e avaliações dos de quem já comprou;
  • Classificação do vendedor pela plataforma e
  • Se ele já recebeu uma inspeção de fábrica.

O Conselho é que todos esses procedimentos sejam feitos de forma conjunta. A verdade é que alguns deles podem ser fraudados. Entretanto, a inspeção é o principal mecanismo capaz de garantir a confiabilidade das negociações.

Quer saber mais sobre inspeção? Assista ao vídeo abaixo.

Quer perder dinheiro na Importação da China? Não Faça o Checklist

Em muito textos, em muitos conteúdos nós da China Gate sempre reforçamos a importância dos documentos de importação. Na verdade, sempre destacamos que esses papéis devem ser corretamente preenchidos e conferidos quantas vezes for preciso.

Alguns desses documentos são os principais elementos de legalização da carga ao chegar na Receita Federal. Tenho certeza que você já ouvir falar de documentos de importação como:

  • Commercial Invoice;
  • Proforma Invoice;
  • Declaração de Importação;
  • Licenciamento de Importação e
  • Packing List

Então, se faltar alguma informação a mercadoria pode ter de ficar mais tempo armazenada no porto ou aeroporto. Isso custa dinheiro! Se faltar um informação ou mesmo algum documento, o importador pode ser multado. Ou seja, é mais dinheiro indo embora.

Se a Receita Federal entender que você está querendo fraudar o sistema, você pode até perder totalmente a carga. Pois é, sem choro, nem vela!

Quer saber outra forma de perder seu suado dinheiro numa importação da China?

Não Contratar Agente de Cargas e Despachante Aduaneiro com Antecedência

Esses profissionais atuam em duas pontas diferentes da importação da China. O Agente de cargas é responsável por receber a carga no porto ou aeroporto na China para embarque. Ele faz o meio de campo entre o importador e a empresa dona do frete marítimo.

Por outro lado, o despachante aduaneiro é o responsável pelos trâmites da carga após o desembarque no Brasil. Ele acompanha a fiscalização dos produtos na Receita Federal. Ou seja, promove o famoso desembaraço aduaneiro.

Muitos importadores ou importadoras desconhecem que a obrigatoriedade de participação desses profissionais na jornada da importação. Dessa forma, acabam sendo pegos com as calças nas mãos. Então, se a carga chegar no porto chinês para embarque, por exemplo, e você não tem uma agente de cargas, os itens simplesmente não são aceitos.

Se, por sua vez, a carga chegar ao Brasil e você não tiver contratado um despachante aduaneiro, os itens simplesmente ficam lá parados. E você vai pagar um absurdo por cada dia a mais de armazenagem nos portos ou aeroporto brasileiro.

Quer saber mais uma que dá um problemão com a Receita Federal?

Embarcar os Produtos sem Radar Siscomex

O Radar Siscomex é um sistema da receita onde sua empresa está registrada como uma importadora, basicamente. Mas não é só isso. Nesse sistema, é o local onde acontece o registro da sua importação.

A gente pode fazer uma analogia com a transmissão de dados para o Imposto de Renda de Pessoa Física. Ou seja, todas as informações são enviadas através de um programa ou um aplicativo. Na importação, acontece algo bem semelhante, entretanto com muitos mais elementos e detalhes.

Então, se você traz uma carga sem ter registro no radar siscomex, dificilmente vai ser possível registrar a importação. Quais as consequências disso?

Ela vai ficar parada lá no porto ou aeroporto. Você vai pagar mais dinheiro na armazenagem. Dependendo do tempo, vai ter de pagar o demurrage, que é quando você não entrega o contêiner da importação no prazo estabelecido. Isso só para citar algumas situações desagradáveis que podem surgir.

Mas aí a importadora ou importador pode perguntar: mas será que existe uma maneira de tornar tudo isso muito mais fácil de gerenciar?

Importação Digital: Cuidamos da Burocracia para Você

O Importação Digital (ID) é serviço de contênier compartilhado da China Gate. Ou seja, você pode importar quantidades médias ou pequenas de mercadoria. Além disso, pagando um custo fixo por metro cúbico, que é de 247 dólares. Preciso te informar que você precisa adquirir no mínimo 1 metro cúbico para importar no ID. Mesmo que você utilize metade disso.

O mais bacana do Importação Digital é que a parte burocrática do processo de importar da China fica por nossa conta. Isso mesmo! Nós fazemos a habilitação do radar siscomex para sua empresa, fazemos o checklist dos documentos, recebemos sua carga na China e fazemos o desembaraço aduaneiro no Brasil.

Dessa forma, a busca por produtos e fornecedores fica sob a responsabilidade do importador. Caso o importador não saiba ainda o que importar, temos 10 planos de negócios com produtos lucrativos para te inspirar.

Quer saber mais sobre o Importação Digital?

Dilvo Rodrigues

Dilvo Rodrigues

Nascido nas Minas Gerais, formado em jornalismo e apaixonado por cinema. Sou pai do Francisco, prezo por uma história bem contada e tenho muito gosto por aprender coisas novas. Sou Redator na China Gate, e ajudo pessoas a tomarem as melhores decisões sobre importação da China.
Dilvo Rodrigues

Dilvo Rodrigues

Nascido nas Minas Gerais, formado em jornalismo e apaixonado por cinema. Sou pai do Francisco, prezo por uma história bem contada e tenho muito gosto por aprender coisas novas. Sou Redator na China Gate, e ajudo pessoas a tomarem as melhores decisões sobre importação da China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Recentes

Alibaba Sem Segredos

Curso Gratuito para você que deseja começar a importar da China!