Qual CNAE Deve Ser Usada na Sua Importadora

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

O assunto de hoje é CNAE das importadoras. Uma dúvida frequente entre os importadores. Primeiro de tudo, CNAE significa Código Nacional de Atividade Empresarial. E já começo com uma surpresa, ao contrário do que a maioria pensa não existe um CNAE específico para importadora. Isso porque o Código Nacional de Atividade Empresarial refere-se ao tipo de produto que você vai vender, ao tipo de produto que a sua empresa vai comercializar. Então, você não precisa ter um CNAE específico de importação e exportação. 

O seu CNAE será referente aos produtos que você comercializa, logo, se você é do ramo de auto-peças o seu CNAE vai ser revenda e distribuição de autopeças, se for de brinquedos, idem, se for de utilidades domésticas, idem. É possível ter vários CNAEs primários, secundários ali, para comportar todas as suas atividades. Você pode na mesma empresa importar autopeças, brinquedos e material de decoração e revender esses produtos sem problema nenhum.

Essência comercial

Uma empresa importadora é na sua essência uma empresa comercial que compra e vende produtos. A única diferença é que no caso da importação esses produtos são comprados fora do Brasil. E terão que passar por um processo chamado, desembaraço aduaneiro, popularmente conhecido por nacionalização. Assim que este produto entrar no Brasil, é feito o pagamento dos tributos, e a conferência para saber se esse produto, se adequa às normas nacionais. Depois disso, a empresa vai revender esses produtos que importou.

É muito comum empresas importadoras, comprarem também produtos no Brasil. Afinal, não é porque esta empresa é uma importadora que ela somente vai importar produtos e revender. É normal que haja estas duas formas de compra, no Brasil, e fora dele, parcialmente uma, e outra. Você compra no Brasil e revende. Você importa e revende. De modo geral, os produtos importados terão um custo menor para você.

Contemporary young accountant working with papers in office

CNAE e Razão Social

Sabendo disso, que não precisa ter um CNAE específico de importação, saiba também que na razão da sua empresa também não precisa constar a atividade de importação. Por exemplo, China Gate Importação, no nosso caso consta, mas na sua não precisa constar. O que você na verdade precisa ter pra importar é habilitação no Radar Siscomex.  Que são dois sistemas da Receita Federal. O sistema Radar faz a análise da sua capacidade financeira e operacional para saber se você pode importar e o Siscomex é o sistema da Receita Federal onde é registrado todas as operações de importação. Por isso, é preciso que seu CNPJ esteja habilitado nestes dois sistemas. Normalmente falamos Radar Siscomex como uma coisa só porque geralmente é feito tudo junto.

Neste caso sim, para importar você precisa estar nestes dois sistemas. Independente da razão social, do CNAE, de ser uma empresa prestadora de serviço, uma empresa comercial ou uma indústria, você precisa ter Radar Siscomex para importar. 

Lembrando se você for prestadora de serviço você só pode importar para uso e consumo. Se for comércio pode importar para revender. Já como indústria pode importar para revender ou para industrializar.

Enfim, da mesma forma como se compra no Brasil, faremos lá fora. Mas, obviamente sempre objetivando aí uma redução de custo interessante, entre 25%, 30% ou mais para você ter um bom incremento de lucro aí na sua operação, assim espero.

Conte com a China Gate

Se você precisar de ajuda tanto para tirar o Radar Siscomex, quanto para fazer a sua importação, nós podemos te ajudar.
Podemos te auxiliar desde o momento que você está até a chegada do seu container completo ou compartilhado. Você só precisa abrir um atendimento com a gente clicando aqui

Você pode também aprender muito mais sobre importação por meio dos nossos cursos avançados, materiais e conteúdos gratuitos que você pode conferir aqui no nosso blog. E nas nossas redes sociais. Acompanhe-nos no Instagram, Facebook, e Linkedin e no nosso canal do YouTube.