Guerra na Ucrânia e Impactos nas importações da China-Brasil

Faaaala importador, tudo beleza? 

Primeiramente sou grato a Deus por estar em segurança. Grato por vivemos em um lugar pacífico. 

Impossível não se chocar com os horrores dessa guerra que está acontecendo agora. Mais de 1 milhão de pessoas saíram das suas casas levando na mão aquilo que podem carregar para ir pra outro lugar sem saber quando vão voltar. 

Muito triste. 

Eu não sou analista geopolítico por isso não vou me aprofundar nas questões da guerra. Para isso recomendo você seguir o @andrelajst e o Professor HOC. 

Eu sou especialista em importação e sobre isso posso falar com tranquilidade. 

Sim, uma guerra afeta tudo quanto é tipo de negócio e vai afetar o meu e o seu também. 

Pode afetar de uma forma mais suave e lenta, como no aumento do preço do petróleo, que já está acontecendo, e com isso aumenta o preço de tudo. 

Se o petróleo não baixar, até o pãozinho francês da padaria que você compra vai subir. 

Estou falando de inflação. É isso. 

Mas estou falando de inflação num momento que estamos ferrados saindo da pandemia. Então o problema é duplo. 

Mas isso não vai afetar somente você. Vai afetar todos. Tanto empresários quanto consumidores. 

2 Indicadores Importantes

Na questão específica da importação, a gente sempre fica de olho em dois indicadores. 

Preço do dólar. 

Preço do frete. 

Curiosamente, o dólar tem caído e isso é uma excelente notícia para os importadores. Antes da guerra ele beliscou a casa dos 4 Reais, chegando em 5,01. Depois do início da guerra foi para quase 5,20 e agora voltou, estando no momento em 5,04. 

Ninguém prevê o valor do dólar, mas ele está baixando, pelo que eu li, por conta dos bons resultados da economia do Brasil, que está retomando depois desses tempos ruins de pandemia. 

A coisa está voltando ao normal, Graças a Deus. 

Já a questão do frete é igualmente difícil de prever. Mas também estamos tendo boas notícias. 

Eu já vinha falando que depois do ano novo chinês (que aconteceu em Fevereiro) o frete iria cair. Ele sempre cai nessa época. 

Agora o problema é… vai cair até quando? E vai cair para quanto? 

E é nesse momento que a guerra pode afetar, pois além da alta do petróleo que eu já falei, existe uma reorganização das rotas. 

Tem armadores (companhias marítimas) que não estão mais indo para os portos da Russia. Então eles vão pra onde? 

E se forem para outras rotas, até quando ficarão lá para voltar? 

Ou ficarão parados? 

Bem, o fato é que isso é incerto e incerteza no mundo dos negócios significa preço mais alto. 

Não dá pra prever, pois o preço de frete só sobe se tiver carga para carregar. E só tem carga se os importadores do Brasil (você) e do mundo realizarem pedidos. 

Faça por onde.

Eu vejo no mundo dos negócios dois tipos de empresários. 

Aqueles que contam histórias e aqueles que participam da história. 

É tipo assistir um jogo de futebol. Alguns estão na arquibancada e outros estão trabalhando no jogo. 

Seja jogando, seja na equipe técnica, seja vendendo pipoca e refrigerante no estádio. 

Alguns assistem o espetáculo enquanto outros participam do espetáculo. 

Eu sempre fui daqueles que participam. Nunca fui daqueles que esperam as coisas melhorarem para fazer algo. 

Penso que eu e somente eu sou responsável pelo meu sucesso. Independente de dólar, independente de frete, independente de pandemia, independente de guerra. 

Falando em pandemia, eu vi gente entrar sem um puto no bolso e tá fazendo nesse momento a 10a. importação e está com mais de 50 mil no banco. 

E também na pandemia eu vi, infelizmente, gente quebrar e estar endividado até agora. 

Sem julgamentos aqui! Eu acredito que você viu isso também ao seu redor. 

O fato é que quem não se adaptou e agiu rápido ao cenário, quebrou. 

Ah, quase me esqueci de falar…

E a China nesse cenário todo. 

Cara… a China vai sair fortalecida. 

Ela é parceira comercial da Russia, o que faz o mundo todo torcer o nariz pra eles. Mas eles não são aliados na guerra. 

O que eu escutei é que os políticos chineses estão agindo como se a Russia foi longe demais e isso pode prejudicar os negócios. 

Chinês pensa sempre em fazer negócio. Eles querem (e serão) a maior economia do mundo, então dessa guerra provavelmente eles sairão maiores. Muito estrategistas eles. 

Logo, a parte de abastecimento e fornecimento de produtos para você na China não está prejudicada. A China é grande demais para ser ignorada. 

Só pra vc ter uma ideia, esse é o Ranking de PIB em 2021: 

  • 1o. EUA – 22 trilhões de dólares 
  • 2o. CHINA – 17 trilhões de dólares 
  • 11o. RUSSIA – 1.65 trilhões de dólares (10x menos que a China) 
  • 13o. BRASIL – 1,60 trilhões de dólares

Então impor sanções com a Russia é beeeem mais fácil que mexer com a China. 

E o Brasil? 

A posição do Brasil é sempre de neutralidade. Não temos relevância militar. Somos importantes pois temos alimentos, território grande e energia natural. 

Por isso que eu me mantenho na mesma posição que tive durante a pandemia e em qualquer crise que já passei. 

Analiso o cenário, estudo as possibilidades, escolho o melhor (ou menos pior) caminho e trabalho com força para fazer acontecer o meu futuro. 

Eu não espero nada de ninguém. Nem de político, nem de economia. 

Eu influencio meu meio, faço acontecer e colho os resultados. 

É o que recomendo você fazer também. 

Vamos com tudo e #BoraImportar 

Rodrigo Giraldelli

Rodrigo Giraldelli

Rodrigo Giraldelli é fundador da China Gate, empresa de educação e consultoria focada em ajudar pessoas a importar da China para o Brasil através das suas empresas.
Rodrigo Giraldelli

Rodrigo Giraldelli

Rodrigo Giraldelli é fundador da China Gate, empresa de educação e consultoria focada em ajudar pessoas a importar da China para o Brasil através das suas empresas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Postagens Recentes