Dobre o Lucro da sua Empresa em 2019

Tempo de leitura: 7 minutos

O que você acha de dobrar o lucro de sua empresa em 2019?

Quero falar aqui de matemática simples e nada de matemágica ou jogo de números.

Matemática e não matemágica

Esses são os resultados que quem começa a importar acaba, invariavelmente, conseguindo por conta da redução no custo de compra dos produtos.

Estou considerando aqui nesse exemplo que você já vende (ou quer vender) produtos que sejam fabricados na China, comparando a compra diretamente em importadoras no Brasil e importando direto.

E para simplificar o exemplo, estou considerando que é uma empresa comercial, que compra e vende os produtos.

Bem, se você já vende produto chinês e está comprando no Brasil, muito provavelmente a importadora que você compra está dobrando o valor do custo dela para te vender.

Se ela te vende por 60, ela está pagando (provavelmente) 30 como custo final.

Obviamente os valores variam de acordo com o volume e mercado. No caso de roupas, por exemplo, sabemos que as margens são bem menores que esses que vou mostrar aqui. Então vamos deixar o ramo de confecção e seus derivados de lado para essa conta, ok?

Então para não ter que ficar pegando calculadora ou abrindo a planilha de custos, vou colocar os principais números da sua empresa aqui, veja se bate mais ou menos os percentuais, pois os valores eu não tenho como adivinhar.

Como trabalhei muito tempo como financeiro e consultor financeiro de importadoras, o que via (e ainda vejo nos meus clientes e alunos) é o que vou escrever aqui.

Situação atual

Suponho que uma empresa tem faturamento de 100 mil reais.

Essa empresa, se está fazendo tudo certinho e consegue ter um bom lucro, ela compra os produtos pela metade do preço… ou seja, o custo da mercadoria vendida (CMV) é de aproximadamente 50 mil reais.

Se eu tirar 50 mil reais do faturamento, sobra o valor de 50 mil reais que chamamos de lucro bruto (ou margem de contribuição bruta).

Beleza, esse é o valor que você tem para trabalhar.

Vou considerar aqui no nosso exemplo que essa empresa (sua empresa) tem 10% de custo fixo (em relação ao faturamento) que é o equivalente a água, luz, telefone, aluguel e tudo mais.

Considero também que tem 20% de custo variável, aqui entra os impostos, comissões de vendas e de cartões, e mais tudo aquilo que varia de acordo com o faturamento.

No caso são 10% de custo fixo, equivalente a 10 mil reais, já que a empresa fatura 100 mil e são 20% de custo variável, fica fácil a conta assim, é equivalente a 20 mil reais.

Ok, vamos apurar o balancete aqui.

  • 100 mil reais de vendas
  • tira 50 mil reais de custo do produto
  • tira 20 mil reais de custo variável
  • tira 10 mil reais de custo fixo
  • Sobra portanto 20 mil reais de lucro líquido.

Pois bem!

Isso é o que está acontecendo na empresa comprando no Brasil, lembre-se disso.

Situação com importação direta

Agora vamos supor que ao começar importar os produtos que ela compra no Brasil por 50 mil, a mesma empresa consiga uma redução de 40% nesse custo.

É importante dizer que não existe regra exata aqui, pois eu não tenho como prever por quanto o fornecedor dessa empresa está comprando, o que digo é que geralmente as importadoras tem o objetivo mínimo de dobrar o preço de custo dos produtos que ela importa e vende.

Mas nem vou considerar aqui comprar pela metade do preço, que seria 25 mil reais, para ser conservador, vamos considerar uma economia de 40%.

Ou seja, ao invés de pagar 50 mil reais nos produtos que ela já vende, importando direto, as chances são que esses mesmos produtos (ou equivalentes) chegariam por 30 mil reais de custo.

Para não complicar a conta, não vou mexer em nenhum outro número da conta acima.

Agora o balancete resumido da empresa fica assim.

  • 100 mil reais de vendas
  • tira 30 mil reais de custo do produto
  • tira 20 mil reais de custo variável
  • tira 10 mil reais de custo fixo
  • Sobra 40 mil reais de lucro líquido, o dobro do exemplo anterior.

Essa é uma lógica comum de quem já está rodando com uma empresa (física ou ecommerce) e começa a importar.

E para quem está começando agora, a chance de começar com um lucro bem maior que o projeto original, é bem interessante.

E qual é o custo disso?

Agora como especialista em importação, quero te dizer que existe um custo para isso acontecer. O custo mais importante que eu preciso citar é o investimento. Isso não vai acontecer sem seu investimento de tempo e dinheiro.

Investimento de tempo

Uma importação da China não acontece do dia pra noite. Depois de tudo acertado, leva 90 dias para a importação acontecer e a mercadoria chegar.

Investimento de dinheiro.

Não adianta pensar que você vai conseguir comprar mais barato que atualmente sem investir dinheiro. Para começar a importar, os custos e investimentos são todos antecipados. Tem que ter dinheiro no caixa.

Geralmente no dia do pedido você paga 30% do valor dos produtos na China… Depois na hora de embarcar, você paga o restante para o fornecedor, que é o equivalente a 70% do valor do pedido.

Depois quando a carga chega no Brasil, tem que pagar o frete, despesas e os impostos… Isso dá mais ou menos 80% do valor da compra lá na China (quase dobra). Agora a pergunta que você tem em mente deve ser… mas quanto precisa para conseguir comprar com esses 40% de desconto?

Quanto tem que investir?

Vou responder pra ti agora… eu recomendo você ter aproximadamente de 100 a 150 mil reais de grana…

Dá pra começar com menos que isso? Dá sim, mas a redução pode não ser tão grande quanto os 40% que eu citei. (já retorno nesse tema).

E qual é o motivo de eu ter colocado esse valor… ele não saiu do nada… Eu vejo que a maioria dos meus alunos e clientes que colocam pedidos na China no valor de 20 mil dólares ou mais, conseguem os melhores valores na maioria dos ramos em que atuam.

No caso esses 20 mil dólares é referente a compra, mas quando chega no Brasil, você deve adicionar aproximadamente 80% para todos os outros custos (impostos, fretes, seguros, armazenagens, despesas…).

Do ponto de vista de investimento, não tem nada parecido, pois esse valor retorna para o caixa da sua empresa entre 6 meses e 1 ano.

Plano de ação…

Agora para colocar esse plano em ação, eu não recomendo fazer tudo de uma vez. Faça de forma escalonada… Não precisa comprar logo de cara mercadoria para 2 ou 3 meses de faturamento. Você pode (e deve) fazer isso se tiver segurança e mercado consolidado, e está tudo bem. Mas se quiser começar, vamos dizer, mais “de leve”, dá certo também.

Você pode começar importando uma linha de produtos… importe a mais vendida… importe a que te dá mais lucro, para aumentar ainda mais o resultado dessa linha. Depois você mantém essa linha rodando com importação e começa importar uma segunda linha… Depois a terceira… e por ai vai. Você pode começar com um único produto se quiser.

Comece importando um único produto e aumente as ações de marketing online para ele através de impulsionamento nas redes sociais e google. Você pode abrir um canal de vendas de atacado para esse produto, já que está comprando em quantidade, concentrando seu investimento nele e conseguindo um custo de compra bem baixo.

O negócio é fazer as contas certinho e utilizar a matemática (e não a matemágica) para aumentar os seus resultados.

Passos Firmes

E se precisa de ajuda no processo de importação, nós podemos te ajudar de cabo a rabo.

Temos duas formas de te ajudar. Uma é com cursos onde ensinamos tudo que sabemos e respondemos todas as suas dúvidas. O que te recomendo é o Curso Importação Passo a Passo, clique aqui para ver todos os detalhes.

E se você quer ir mais rápido, eu posso colocar minha equipe de consultoria para fazer tudo para você e sua empresa, desde o momento que você está agora, até a chegada das suas mercadorias na sua empresa. Para isso, abra um atendimento de consultoria com a gente clicando nesse link aqui .

Vamos com tudo e boas importações para você.