Compensa Importar Roupas da China?

compensa importar da China

Se você tem interesse de saber se compensa importar roupas da China, preciso te dizer, não é uma resposta muito fácil de se chegar. Isso por que existem algumas variáveis importantes para se avaliar e que você precisa levar em conta.

Esse texto tem o objetivo de solucionar algumas dúvidas básicas do importador e passar um panorama rápido do que acontece nesse setor no Brasil.

Espero que ao sair desse conteúdo você tenha mais elementos para tomar a melhor decisão para sua jornada importadora.

Vamos lá!?

O Brasil Tem Vocação para Produzir Roupas. Sabe Por que?

O Brasil é um grande produtor de algodão. Para se ter uma ideia, em 2019 nós éramos o quarto maior produtor do mundo, perdendo para China, Índia e Estados Unidos.

Naquela época, também já éramos o segundo maior exportador de algodão do planeta, sendo a China o maior destino.

O que isso nos diz? Bom, primeiro que no Brasil há uma produção muito grande e profissional de tecidos a base de algodão. Então, talvez nem seja lucrativo importar produtos que tenha o algodão como base.

Por outro lado, temos grandes empresas nacionais operando nesse setor, ou seja, a competição é brutal. Por outro lado, há inúmeros nichos e ramos para os quais se pode trabalhar com roupas.

Então, você pode entrar no ramo de roupas esportivas, roupas sociais ou roupas e vestimentas para atividades profissionais como jalecos etc. Além disso, existe a possibilidade de trabalhar com toda a cadeia de aviamentos e insumos para a confecção de roupas.

Todavia, como disse anteriormente, o Brasil é grande nesse setor. Dessa forma, para saber se compensa importar roupas da China você vai ter de levar em consideração a necessidade de tirar uma licença de importação.

Sim, isso vai custar um pouco mais de dinheiro.

Então, para ser bem sincero, eu não importaria nada a base de algodão. Pra mim, compensaria investir em algum tecido sintético, alguma coisa inovadora e tecnológica!

Esqueça a Importação de Roupas de Marca

É o sonho de muita gente importar roupas da Nike ou Adidas. Mas será que compensa importar roupas da China nessas características? Ou seja, fazer importação de roupas de marca?

Já adianto que é muito difícil conseguir uma autorização dessas marcas para importar legalmente os produtos.

E mesmo se você conseguir essa liberação, ser representante deles por aqui vai exigir muito dinheiro, já que essas marcas trabalham com um volume absurdo de em suas negociações. Ou seja, você vai precisar importar uma linha gigantesca desses produtos.

É claro que muita gente traz roupas dos Estados Unidos ou do Paraguai para revender no Brasil. E, até conseguem ganhar um dinheirinho com isso. Porém, esse não é um negócio escalável.

Além disso, não é o fato de produzir em uma fábrica clandestina que o torna ilegal. Ele é considerado pirateado se você não tiver a licença da marca, mesmo sendo um produto feito na fábrica da Adidas ou da Nike.

E isso nos leva a outra pergunta: Por que não importar com sua própria marca?

Compensa Importar Roupas da China com Minha Marca?

Os Chineses possuem bastante experiência na personalização de produtos, podendo reproduzir a marca do importador em caixas, embalagens diversas e até mesmo no produto.

Se você for comprar pelo Alibaba, por exemplo, terá informações específicas para customizar seu produto.

A maior parte dos fornecedores requer um limite mínimo de comprar para estampar a marca nas embalagens. Acontece da mesma forma para customização do próprio produto.

É claro que se o limite mínimo for inviável para você, a dica é tentar negociar. Então, nesse caso, o negociador chinês pode acrescentar algum valor a mais no custo do produto.

Todavia, você sempre pode buscar novos parceiros, já que em plataformas como o Alibaba o que não falta é fornecedor!

Em um dos tópico anteriores disse que investiria em algum produto sintético que levasse inovação e tecnologia na sua confecção. Lembra?

Então, sem dúvida focaria minha marca nessas características, e desenvolveria toda a minha estratégia de marketing nesses aspectos. Ou seja: Inovação e tecnologia.

O que acha?

Cuidado: Ramo Altamente Especializado e Competitivo

É muito importante dizer que o mercado de roupas é muito competitivo e especializado. As empresas trabalham com um nível de profissionalismo altíssimo.

Além disso, isso requer aplicação de tecnologia e inovação. Então, temos marcas especializadas no ramo esportivo. E, não para por aí. Algumas focam nichos mais específicos ainda.

Por exemplo, você encontra marcas focadas em produtos para corrida de rua ou itens para moda praia, roupas que levam o basquete ou o futebol como mercado foco, e assim por diante.

Se a gente for pensar na cadeia do algodão, aí o negócio é briga de tubarão. Como disse, no Brasil existem tanto empresas nacionais como estrangeiras produzindo em alta escala.

E, mais importante do que isso, abocanhando uma fatia imensa do mercado consumidor. Sem contar que temos uma variedade enorme de marcas já famosas e consolidadas.

Compensa Importar Roupas da China: Medidas e o Tamanho das Roupas

Antes de fazer qualquer compra, se concentre nas medidas, tamanhos e padrões dos modelos fabricados no exterior. Muitos desses fatores não dialogam com o que temos aqui no Brasil, sendo necessário algumas adaptações.

Por esse motivo, muitas vezes indicamos que é mais vantajoso comprar roupas nas feiras na China. Por que vendo os produtos de perto e conversando de pero com o fornecedor, você consegue ter mais controle e perceber os detalhes com maior nitidez.

Então, esteja atento às informações prestadas pelo o fornecedor e faça a correspondência com os padrões praticados aqui no Brasil.

Algumas das medidas podem ser comparadas da seguinte forma, traduzindo do inglês para o português:

  • S (Small) x Infanto-juvenil
  • M (Medium) x PP (Pequeno)
  • L (Large) x P (Pequeno)
  • XL (Extra Large) x M (Médio)
  • XXL (Extra Extra Large) x G (Grande)

As informações sobre as partes do corpo também são em inglês:

  • Bust – Busto
  • Shoulder – Ombro
  • Sleeve – Manga
  • Waist – Cintura
  • Length – Comprimento

E. por fim, a medida das roupas virá em polegadas, sendo necessário que você faça a conversão para centímetros. Para achar a medida em centimetros, basta multiplicar o número em polegadas por 2,54.

Por exemplo, se o tecido tem 2 polegadas de largura, quanto terá de centímetros? Multiplique 0,5 x 2,54, então a largura será de 5,08 centímetros.

Certo?

Faça a Simulação de Custos antes de Importar da China

Tendo esse panorama todo pela frente, uma coisa é fato: Você só vai saber se compensa importar depois de fazer a simulação de custos.

Não é atoa que ela é chamada de Rainha, pois é ela quem vai dizer pra você por quanto vai chegar, se vai ser vantajoso, se vai conseguir vender com a margem desejada ou se será competitivo no mercado.

A planilha vai levar em conta todos os custos da sua importação e, no final, vai te entregar o preço total do investimento e o custo unitário do produto.

Quer saber mais sobre como a planilha funciona? Assista ao vídeo abaixo:

Faça quantas simulações forem preciso para ter certeza do investimento.

Importação Digital: O Contêiner Compartilhado China Gate

O Importação Digital é o serviço ideal para você que é importador de primeira viagem. Mas, principalmente, é uma opção muito vantajosa para importadores de médio e pequeno porte.

Isso por que o Importação Digital reduz a pressão dos custos de importação sobre o seu bolso. Com ele, você tem despacho aduaneiro e armazenagem nos portos brasileiros já garantidos no pacote de serviços.

Você paga uma assinatura de 997 reais que vale por um ano. Assim, você pode importar da China quantas vezes quiser, pagando 397 dólares por metro cúbico utilizado no contêiner, sendo que o mínimo a ser contratado é um metro cúbico, e mais 10% do valor da carga.

Outra vantagem do Importação Digital é que nosso time de consultores cuida de toda parte logística da sua importação. Ou seja, você só fica responsável pela busca, negociação e pagamento do fornecedor na China.

Saiba mais sobre o Importação Digital, toque no botão abaixo:

compensa importar roupas da china
Dilvo Rodrigues

Dilvo Rodrigues

Nascido nas Minas Gerais, formado em jornalismo e apaixonado por cinema. Sou pai do Francisco, prezo por uma história bem contada e tenho muito gosto por aprender coisas novas. Sou Redator na China Gate, e ajudo pessoas a tomarem as melhores decisões sobre importação da China.
Dilvo Rodrigues

Dilvo Rodrigues

Nascido nas Minas Gerais, formado em jornalismo e apaixonado por cinema. Sou pai do Francisco, prezo por uma história bem contada e tenho muito gosto por aprender coisas novas. Sou Redator na China Gate, e ajudo pessoas a tomarem as melhores decisões sobre importação da China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Postagens Recentes