Quero importar com minha marca, como faço?

Tempo de leitura: 5 minutos

Uma dúvida frequente para quem quer começar a importar produtos da China é sobre a possibilidade de personalização de embalagens e marcas para o produto importado. Felizmente temos uma boa notícia para aqueles que querem produzir na China mas estampando a própria marca no produto.

Se não tem 5 minutos para ler esse post, vá até o final da página e assista o vídeo. 

Na verdade, não há segredo algum nesse fato, para os chineses, até mesmo em fábrica pequenas, é habitual produzir seus produtos e colocar a marca do importador. Eles fazem isso para clientes no mundo inteiro.

Existe vantagem nesse modelo? Na minha opinião SIM! Muitas!

Primeiro que eu defendo a tese de que “quem tem o cliente na mão, domina a cena”. Definitivamente a gestão de clientes, a força de vendas, é o maior ativo que uma empresa comercial pode ter. E para fazer essa gestão eficientemente, o posicionamento da marca dos produtos é fundamental. Vou explicar melhor:

Recebo alguns pedidos de clientes que querem comprar produtos chineses e pedem para que seja feito na marca da fábrica na China, para que o importador possa “representar” essa marca no Brasil. A estrutura do negócio até que está correta, mas pense na seguinte situação: Você importa um produto por 5 ou 10 anos, consolida a marca chinesa no mercado e daí a fábrica chinesa resolve se instalar no Brasil e concorrer contigo. Triste não é? Você trabalhou para consolidar uma marca que não é sua.

homem dúvida

Não é que isso vá acontecer obrigatoriamente, mas para que arriscar? Ainda mais que provavelmente a marca chinesa que se quer importar não tem reputação no mercado brasileiro. O que fazer então?

Ora, podemos no caso, encomendar a produção e solicitar a personalização dos produtos com a marca do importador brasileiro. Isso, como já disse, é bem comum. Até tem fábricas na China que não vendem com suas marcas, pois estas são utilizadas somente no mercado chinês. Por vezes, as opções de importação de um produto é “sem marca” ou “com a marca do importador”.

Ao pensar em uma marca, o importador deve observar quem é seu público alvo e qual é o canal de distribuição. O impulso inicial é, naturalmente, colocar a marca ou nome da empresa. Agora vamos pensar melhor sobre isso.

Considerando que as importações da China se justificam pelo volume, ou seja, quanto maior a quantidade importada menor será o custo unitário de cada produto, é relevante pensar em distribuir os produtos importados para a maior quantidade de clientes possíveis. Uma estratégia básica de aumento de giro. Que tal então vender para seus concorrentes? Talvez essa pode ser uma estratégia interessante, para ganhar volume, você passa a vender para seus clientes e para os clientes dos seus concorrentes também, através de vendas no atacado para ele. Neste caso, a marca do produto não poderá ser o nome da sua empresa ou algo que lembre, ligue, mencione ou referencie a ligação entre o produto e sua empresa. Essa estratégia é muito comum para importadores que atendemos.

DeliveryDriver

É claro que a estratégia comercial deve ser analisada, se for um produto exclusivo onde não haja necessidade de aumento de vendas em quantidades, esqueça essa ideia e vamos para frente.

E quanto ao preço? O preço é o mesmo para produzir com sua marca? Praticamente sim. Mas com algumas reservas. Vejamos:

Geralmente os chineses tem um padrão de embalagem e um espaço para logomarca em seus produtos. Há também uma quantidade mínima para que seja colocado a sua própria marca nos produtos. Dessa forma, para somente colocar a marca sem que o produto sofra modificações, ou até mesmo as embalagens, a situação fica bem fácil de se entender. O preço não muda ou muda muito pouco, fica insignificante. Contudo neste caso, a marca será colocada no padrão chinês. Se a caixa do produto é azul, com um desenho bem feio estampado colorido, é ali que a sua marca vai configurar. Falando do produto, as vezes a marca vai na parte de trás do produto. É assim que o chinês vai sugerir a “personalização” sem custo.

Por vezes é suficiente, por vezes não. Como solucionar?

Bem, para o caso de uma personalização mais detalhada, o custo tende a aumentar um pouco, mas sinceramente, compensa. Primeiro porque geralmente é mais barato que mandar fazer no Brasil, segundo que economiza um trabalhão. O processo é similar como fazemos no Brasil, Temos que desenhar uma caixa e mandar o desenho para os chineses avaliarem e até fazer uma amostra (se for o caso). Podemos também pedir para eles fazerem uma embalagem diferente e nos sugerir para aprovação. Igualzinho como faríamos em uma fábrica aqui no Brasil. Com a logomarca é a mesma coisa, vamos supor que você queira sua logomarca estampada em um botão plástico na frente do produto, é possível? Provavelmente sim, e isso terá um custo.

branding1

Qual é o custo que aumenta no produto para fazer as embalagens personalizadas? Não sei dizer, mas como disse, geralmente é mais barato fazer na China que fazer no Brasil.

Isso é obrigatório? Personalizar produtos? Não! Não é. Pode se pedir para fazer caixas brancas, ou sem marcas, e não vir nada escrito no produto. Neste caso o processo pode ser feito no Brasil ou até mesmo vender o produto sem marca. Comum em alguns mercados.

E os códigos de barras, é possível fazer lá? Claro que sim, basta mandar os números, ou os modelos de etiquetas que os chineses podem colar ou gerar as embalagens já com os códigos corretos para cada produto. Eu gosto dessa forma pois quando o produto chega, embalado, nas caixas e caixas master, basta armazenar e vender, com tranquilidade e segurança.

Como nem tudo são flores, gerenciar esse processo de produção de embalagens lá na fábrica chinesa é um pouquinho trabalhoso, especialmente nos primeiros casos, nas primeiras importações, onde o time ainda não pegou o jeito da coisa. Mas não se assuste, dá pra fazer.

Veja esse vídeo que eu gravei explicando mais detalhes sobre esse tema.

  • Rodrigo Giraldelli

    Oi Carlos, não é verdade.

    O valor para ser isento de tributação é de 50 dólares, desde que não seja para fins comerciais. Duas peças iguais já configura fins comerciais.

    Sucesso!

  • Lucas

    eu posso importar embalagem em caixa branca?
    Sem identificação e adesivar a embalagem aqui no Brasil?
    não da problema para desembaraço?

    Obrigado!