Fornecedores da China: 4 dicas para encontrar os melhores

Tempo de leitura: 4 minutos

Fornecedores da China 4 dicas para encontrar os melhoresA expansão industrial da China transformou o país asiático no maior fornecedor de bens de consumo do planeta. O diferencial dos produtos chineses está nos preços, que costumam ser bem mais em conta e podem resultar em uma boa margem de lucro para os revendedores brasileiros. Mas nem tudo que é anunciado na internet é confiável e existem fornecedores que entregam produtos piratas ou de baixa qualidade.

Para se resguardar de problemas como esses, é importante avaliar os pontos certos e algumas dicas ajudam bastante. Veja algumas delas e saiba como encontrar os melhores fornecedores da China!

Encontrando contatos confiáveis

Achar os melhores fornecedores não é algo tão simples, é preciso pesquisar bastante e fazer contato. Hoje já existem sites que possuem um grau de confiabilidade considerável, como o Alibaba ou GlobalSources, mas dentro deles estão os vendedores e são esses usuários da plataforma que interessam para quem pretende estabelecer uma relação de negócios com esses fornecedores.

Procure o cadastro dos vendedores mais bem ranqueados, com mais quantidades de venda e encontre seus dados — quanto mais profissional é o fornecedor, mais claros são seus contatos. Alguns dos melhores sites de compras da China possuem uma plataforma de chat que permite trocar mensagens (em inglês) com os vendedores. Experimente falar com eles mantendo o tom profissional e trate sobre pagamentos, entrega e tempo de frete. Essas informações são essenciais para ter conhecimento sobre como o vendedor negocia seus produtos, como importa e qual a forma de entrega. Apesar de não haver nenhuma garantia que as informações são verdadeiras, quem entende do assunto (exemplo: cadeiras para escritório) sabe se o outro lado é profissional ou amador naquele ramo. É fundamental testar o conhecimento dos fornecedores sobre o seu ramo de atividade.

Formas de pagamento

O pagamento das importações empresariais são feitas em sua maioria através da rede bancária, por TT (Telegraphic Transfer). Não se preocupe com o nome meio antigo, é a maneira chama para transferências bancárias internacionais. O importador deve procurar a agência bancária onde a empresa importadora tem conta corrente, para habiliar essa conta a fazer transações internacionais.

Muito cuidado pois o comércio internacional é em sua maioria operado por operações antecipadas, ou seja, primeiro se manda o dinheiro para o fornecedor para ele depois produzir e entregar. Na China, adota-se uma boa prática do fornecedor solicitar 30% do valor do pedido para começar a produção e 70% do valor (ou o restante) quando a carga estiver pronta.

É muito importante ter a confiança do fornecedor antes de mandar dinheiro para ele. Recomendamos fazer inspeções ou visitas às fábricas dos fornecedores. Pois pagamento antecipado tem riscos tanto para compras domésticas, dentro do Brasil, como para compras internacionais.

Existem órgãos de arbitragem para solucionar problemas de ordem financeira, mas geralmente, considerando nossa experiência, só é útil para valores muito altos, acima de 7 dígitos.

Envio

As formas de envio das importações empresariais são basicamente por avião ou navio. Por avião, o custo do quilo transportado gira em torno de 10 dólares. É muito mais caro que transporte por navio, onde um container de carga pequeno, de 20 pés, com o equivalente de 28 metros cúbicos de mercadorias, facilmente é contratado por 500 dólares. Esse preço varia muito de acordo com o volume de cargas entre a ásia e o Brasil, podendo chegar até 150 dólares, como no primeiro Semestre de 2015 ou ter picos de 2800 dólares como no final do ano de 2012.

É possível fazer importações por empresas expressas, como DHL, Fedex e outras, mas fique muito atendo ao custo do frete que pode ser muito mais alto. Além disso, o frete influencia de forma muito grande no custo final, uma vez que se paga impostos de importação também sobre o valor do frete.

Faça uma lista de fornecedores da China

Quem vende diversos tipos de produto terá que negociar com os fornecedores de diversos ramos, por isso, é bom ter uma lista baseada nos contatos feitos e selecionar aqueles que são melhores para cada ocasião, por exemplo: um fornecedor A poder ser mais barato, mas exigir quantidades mais altas e com frete mais demorado, enquanto o fornecedor B cobra mais, porém oferece mais de um tipo de entrega. Criando esse rol de contatos bem categorizados é possível negociar preço e prazos com a segurança de ter um outro vendedor na manga.

Identificar bons contatos utilizá-los para manter boas relações de negócio é fundamental para quem quer importar produtos da China sem desconfiança e dor de cabeça. Lembre-se sempre de que o contato é o mais importante, por isso, insista em trocar algumas palavras com os fornecedores antes de efetuar as compras!

Quer saber mais? Veja nosso post sobre como encontrar fornecedores sem gastar nada e comece agora a melhorar o seu negócio! E não deixe de assinar o nosso feed de notícias para receber outras dicas e novidades!

Além disso podemos te ajudar com a nossa Consultoria de Importação. Quer a ajuda do China Gate? Clique aqui e preencha este formulário solicitando um atendimento que entraremos em contato com você!