Contêiner na importação: como funciona?

Tempo de leitura: 7 minutos

Contêiner é um assunto que chama muita atenção para quem trabalha (ou quer trabalhar) com importação. As dúvidas mais comuns são sobre o valor, custo, divisão de espaço, tamanho, locação… entre outras.

Então vamos lá… com um objetivo simples e direto, falando de importador para importador, ou futuro importador, já vou logo dizendo:

Você não precisa comprar um contêiner para realizar uma importação.

O Contêiner ajudou muito na forma de transportes de cargas, já que trouxe outras possibilidades e diminuiu os custos do transporte e, também, dos produtos. Pense que antes para carregar as cargas, elas iriam todas “soltas” em suas embalagens, sacos, caixas pelo porão e convês do navio que as transportava.

O custo do transporte era muito mais alto pois o volume de carga era menor. E também o tempo de carregamento e descarregamento era bem maior.

Mas de quem é o contêiner?

Normalmente o contêiner pertence a companhia marítima. É um equipamento do navio e, como disse, o importador não precisa comprar contêineres.

O custo de uso do contêiner já está incluído no valor do frete que o importador, no caso você, vai pagar para transportar sua carga lá da China para o Brasil.

Ou seja, você cota o valor do frete junto à um agente de cargas, informando para ele as características da sua carga. Informações como peso, cubagem, tipo de embalagem e tipo de produto são necessárias para saber que tipo de container é mais recomendado para seu embarque.

No custo do frete, como disse antes, já estará incluso a disponibilização da caixa de metal, do contêiner para transportar sua carga.

Valores

Os valores de contêiner variam muito, por conta das condições de mercado. No momento que escrevo esse post, o valor do frete de um contêiner de 20 pés, que pode levar até 28 metros cúbicos, estava em torno de 2400 dólares, da China para o Brasil.

Mas esses preços mudam semanalmente. Os valores mais baixos ou mais altos são definidos pelo mercado. Por exemplo, falta de carga gera espaço vazio no navio então os preços caem. O contrário é verdadeiro.

E tem que devolver?

Você pega o contêiner no porto, realiza a nacionalização, leva até o local onde as mercadorias estão guardadas. E no final, devolve no mesmo local. Quando a sua carga chega ao brasil, você terá até 30 dias para retirá-la e devolver o contêiner. Esse prazo é chamado “free time” do contêiner.

Observe esse prazo quando for contratar o frete, pois se não devolver o contêiner dentro desse prazo, paga um valor adicional por dia, até devolver.

Esse valor adicional é chamado de Demurrage, ou seja, é um percentual do valor do frete a cada dia de atraso. E ainda, caso você não devolva, terá que pagar o valor total do contêiner.

Tipos de contêineres

Existem diversos tipos de contêiner: o Dry, Flack Rack, Plataforma, Tanque, Graneleiro e o Refrigerado. O Dry é utilizado para caixas normais, como de 20 pés, 40 pés e 40 pés high clube.

Já o Flack Rack é utilizado para cargas fora dos parâmetros normais e, também, para equipamentos. O Plataforma é utilizado para máquinas grandes. Já o Tanque é voltado para cargas que são liquidas. O Graneleiro é para o transporte de grãos. E por fim, o Refrigerado é utilizado para cargas perecíveis.

Dá pra contratar meio contêiner?

O que muitas pessoas não sabem é que você não precisa pagar ou importar um navio inteiro. Você pode utilizar a quantidade que quiser. Mas os valores são parcialmente fixos, ou seja, não haverá muita diferença.

Muitos empresários também optam por dividir em grupo um contêiner para diminui as despesas da importação. E isso é totalmente possível e não tão difícil assim.

Para carregar sua carga e dividir seu contêiner com outras pessoas, fale com seu agente de cargas e peça por um “embarque consolidado”. Na linguagem dele isso se chama LCL – Less Container Load.

O ponto positivo é que você não precisa pagar o valor todo. Mas você deve sempre determinar, ao pensar nessa situação, se aquele volume que você está importando será compensatório ou não.

embarque dos produtos 3

Enfim, ao contratar um contêiner, você pode pagar inteiro ou só por uma parte. Porém, se você tiver volume para metade do container, ou uns 60%, o valor do frete “consolidado” vai ser quase o mesmo do container “full”. Pois a divisão do valor do frete não é exatamente proporcional ao volume (em metros cúbicos). Ou seja, quanto menos volume tiver, o valor do frete por metro cúbico tende a ser mais alto.

Vários fornecedores, um único contêiner

Acredito que um sonho de alguns importadores é comprar pouca quantidade de vários fornecedores. O agente de cargas ou uma trading chinesa são empresas que podem cuidar desse processo de consolidar vários produtos de fornecedores diferentes em um mesmo contêiner.

Como já disse, você deve analisar se isso será viável ou não, já que quanto menor for quantidade, maior será o preço unitário, por isso é necessário analisar a viabilidade. Nunca vou me cansar de te lembrar disso.

Algo que tem que ser observado é que muitas fábricas não aceitam pedidos pequenos. E a maioria estabelece uma quantidade mínima para produzir um valor que compense. Aí vai de você achar o fornecedor certo que atenda sua necessidade.

Ou seja, comprando menos pode fazer com que você tenha que mudar a origem da sua compra. Migrando da fábrica para lojas atacadistas. Isso faz com que o valor unitário do produto aumente, já que a quantidade é menor e há um intermediário no processo.

Se você quer ir pra China comprar no Mercado de Yiwu, que é o maior mercado atacadista do mundo, preencha esse formulário clicando aqui.

Seguro

O que traz medo para os importadores é algum acidente, como cair no mar, no transporte. Isso não causa problema, apenas atrasos. A carga e o contêiner tendo seguro, tudo certo. Caso um acidente ocorra, você será reembolsado.

Por isso é muito importante realizar o seguro da carga. E você consegue fazer o seguro para 100% ou até mais, 200%, 150%. Dependendo do caso, é possível fazer o seguro para 300% do valor da carga. isso também pode assegurar um suposto lucro.

E o melhor e que seguro de carga internacional é barato, nem impacta muito no custo do seu produto final. O valor é algo como 1% do valor da carga.

Regra dos três contêineres

Se você já é do ramo de importação sabe que manter e gerenciar o fluxo das mercadorias pode não ser tão fácil assim. Não deixar faltar produtos na sua empresa é algo essencial. E para isso não acontecer existe a regra dos três contêineres.

embarque dos seus produtos 2

Quando você faz um pedido, o fornecedor irá produzir a sua mercadoria em cerca de 30 dias. Até chegar ao nosso país, a carga viaja entre 40, 45 dias. Até você fazer toda a documentação e levar a carga até a sua empresa, mais 10 dias para a conta.

E pode acrescentar também, os dias até que o seu produto seja vendido. Por que essa conta toda? Para explicar como funciona o fluxo das mercadorias. Por isso é interessante utilizar a regra dos três contêineres.

Ou seja, fazer o primeiro pedido, depois de 30 dias fazer outro e depois de 30 dias do último pedido, fazer o terceiro. No momento do terceiro pedido, o que você comprou na primeira vez estará chegando a sua empresa.

Essa regra tem esse nome porque você terá sempre três contêineres no seu giro. Um produzindo, outro navegado e o outro o estoque. Isso faz com que você não falte produtos na sua empresa.

Quer ajuda da China Gate no seu projeto de importação? Preencha esse formulário que entraremos em contato com você.