5 passos para encontrar fornecedores atacadistas na China

Tempo de leitura: 11 minutos

O mundo tem ficado cada vez mais plano, Friedman estava certo. Isso afeta nossas vidas onde cada vez mais pessoas estão realizando suas importações com sucesso.

Sempre houve, e ainda há um mito que para iniciar as importações, tem que ter muito dinheiro, ou que só pode importar se tiver grana para importar um container. Bem, em partes é verdade, em partes não.

A parte da verdade é que quanto mais dinheiro se tem, menores são os custos unitários dos produtos. a parte que não é verdade sobre a afirmativa do parágrafo anterior é que não há lei que impeça a importação de algum valor. Ou seja, pode-se importar qualquer valor, de qualquer país, especialmente a China.

Recentemente várias pessoas tem me procurado para realizar importações fracionadas, ou importar uma grande variedade de produtos, de vários fornecedores, e colocar tudo dentro do mesmo container. Isso é possível? Sim… totalmente possível.

Para comprar diretamente das fábricas chinesas, em alguns casos, é preciso cumprir um pedido mínimo muito alto. Exemplo, para comprar GPS de uma fábrica chinesa, eles geralmente pedem que se compre no mínimo de mil peças por modelo. Com muita conversa, talvez possamos pedir 500 ou 600 peças por modelo. No caso de roupas, mesma coisa. Importamos camisas masculinas para um cliente e as fábricas querem que se faça ao menos 1000 peças por modelo/cor. Com muita conversa e negociação conseguimos colocar uma grade nisso, dividindo em 3 tamanhos e 3 cores, ou seja, pouco mais de 100 peças para cada modelo/cor. Com óculos de leitura é a mesma coisa, os exemplos são muitos.

Isso ocorre em qualquer lugar do mundo, pois as fábricas tem um pedido mínimo relativamente alto para que está no começo, para rodar sua produção. Em especial na China, as fábricas não trabalham com estoques, elas sempre trabalham com base nos pedidos dos clientes.

Qual é a solução então para quem não tem volume para comprar de fábricas?

Simples, assim como no Brasil, a China apresenta várias empresas atacadistas. Nessas empresas é possível comprar praticamente qualquer quantidade, não é varejo, então não se compra de uma em uma unidade. É muito acessível para quem quer comprar grande variedade e pouca quantidade.

atacado yiwu
Loja de cintos e aviamentos em Yiwu

Na China tem dezenas de centros atacadistas disponíveis para compras. Eu particularmente conheço vários na região de Guangzhou/Shenzhen, Shanghai e Yiwu. Mas Yiwu de longe é o maior. Muito muito grande.

Existem centros atacadistas de praticamente tudo que vc deseja comprar, eu já visitei os seguintes:

  • Embalagens
  • Panelas e utensílios para cozinha
  • Óculos de Leitura
  • Bijouterias
  • Bolsas e acessórios
  • Aviamentos
  • Acessórios para celular
  • Cozinhas industriais
  • Roupas
  • Cama, mesa e banho

Todos esses atacados que eu visitei, eram separados em em várias cidades que já te disse anteriormente. Mas existe uma cidade Chamada Yiwu que tem um mega centro atacadista com mais de 60 mil lojas (alguns dizem mais de 80 mil lojas), com tudo que se possa imaginar.

Matéria sobre Yiwu no caderno de Economia do Estadão em 2010
Matéria sobre Yiwu no caderno de Economia do Estadão em 2010

Apesar do nome “bugiganga” ser pejorativo, eu adoro essa palavra. Eu tenho uma tendência natural de querer importar bugigangas. Bugiganga é todo tipo de produto variado que se compra na China, não tem relação com a qualidade dos produtos. Como sabemos, na China encontra-se produto de todo tipo de qualidade, depende do que você quer comprar. Iphones e ipads são feitos na China e nunca ouvi alguém reclamando da qualidade desses produtos. Se tem dúvida sobre qualidade dos produtos chineses assista esse vídeo aqui.

Nessa outra matéria a reporte Claudia Trevisan relata especificamente sobre Yiwu.

Yiwu - Paraíso das compras
Yiwu – Paraíso das compras – Claudia Trevisan no Estadão em Outubro de 2010

Bem, eu já vi clientes chorarem de emoção ao visitar esse lugar, não é nada emocionante, mas o cliente que se tornou importador percebeu que havia uma luz no fim do túnel. Viu que seu negócio não estava morto, que tinha achado a fonte para comprar seus produtos.

Quer saber se comprar na China, seja em Yiwu ou não, é adequado para você? Muito simples. Você já vende em sua loja ou atacado um produto chinês? Se sim, pergunto outra coisa. Você comprou esse produto no Brasil? Se sim, pronto! Respondido, você pode importar direto da China e ganhar mais dinheiro que comprar diretamente no Brasil. Isso é fato porque as importadoras (seus fornecedores) com certeza estão ganhando alguma coisa (as vezes não pouca coisa), na revenda dos produtos chineses certo? É claro que sim, e isso não é pecado. A pergunta que você pode fazer agora é se você está interessado em trabalhar para aumentar a sua margem de lucro importando da China.

Veja o passo a passo para comprar de fornecedores atacadistas na China:

  1. Definir os produtos que se quer comprar
  2. Contatar uma trading estabelecida na China para fazer seu acompanhamento
  3. Agendar a viagem
  4. Viajar e fazer as compras
  5. Realizar as importações

Agora deixe-me explicar cada passo desses aí de cima, mas antes veja uma foto que retirei do Google Earth sobre o Futien Market em Yiwu. Repare que a linha veremelha tem mais de 3 quilômetros de extensão.

Extensão do Futien Market é mais que 3km
Extensão do Futien Market é mais que 3km

São 5 áreas com mais de 60 mil lojas atacadistas para efetuar suas compras. Yiwu é conhecido como o paraíso das compras, onde pode se comprar qualquer quantidade, de 10 a 100.000 peças. No mesmo lugar.

Veja o passo a passo:

1. Definir produtos que se quer comprar: essa é a parte mais importante do negócio. Para quem não sabe o que comprar, qualquer loja serve certo? É importante saber que esses centros atacadistas tem muitas, muitas, muitas opções, e fornecedores querendo fazer negócios. Prospectar mercados visitando centros atacadistas, apesar de interessante, pode mais confundir que ajudar a encontrar algo. Veja mais informações sobre definição do produto que se quer importar clicando aqui.

2. Contatar uma trading estabelecida na China para fazer seu acompanhamento: para comprar no atacado na China, é preciso ter um intermediário para ajudar os importadores brasileiros. É extremamente recomendado que seja feito dessa forma, para falar a verdade, vou explicar os motivos.

a) Língua: os fornecedores atacadistas não falam inglês, então a menos que você fale chinês fluente, será impossível negociar com esse tipo de fornecedor.

b) Empresas atacadistas dificilmente são exportadoras perante as leis da China. Eles não têm experiência alguma com documentação de exportação (Invoices, Packing Lists, BL’s) e também não estão autorizados a receber dinheiro em dólar em suas contas bancárias. Muitos preferem receber em dinheiro e não nem contabilidade formal.

c) Consolidação: quem quer comprar no atacado, geralmente compra de diversos fornecedores, então é inviável colocar 10 ou mais cargas dentro do mesmo container e fazer 10 importações. Você até pode fazer isso, mas não vai compensar, pois de acordo com a lei do Brasil, para cada exportador lá fora, deve ser feita um processo de importação aqui dentro. Mesmo que esteja dentro do mesmo container.

d) Junção da carga: comprando de vários fornecedores, alguns entregarão dentro de 10 dias, outro dentro de 20 dias, outros vão passar de 30 dias. Onde ficarão armazenadas as mercadorias? Na trading!

Por esse motivos, teria ainda alguns outros, é mais que necessário para entender que para compras no atacado tem que ter uma trading.

Veja duas clientes da mesma empresa em ação na China em 2013. Eu estava tirando a foto.

 

Ana (fornecedora), Wei (assessor) Letícia (cliente) e Daiane (Cliente)
Ana (fornecedora), Wei (assessor) Letícia (cliente) e Daiane (Cliente)

Geralmente as tradings cobram um valor percentual das compras na China para organizar a viagem e embarcar os produtos para o Brasil.

Nós temos experiência de mais de 10 anos fazendo esse tipo de serviço, 60 funcionários na China, atendimento em português e mandamos mais de 1.000 containers (isso mesmo, MIL containers) por ano da China para o Brasil.

Quer um Diagnóstico Gratis?

Insira seu email abaixo para receber gratuitamente nossa análise sobre sua ideia!>

3. Agendar a Viagem: uma viagem para a China deve ser organizado com um mínimo de 60 dias de antecedência. Veja os principais pontos que devem ser observados para organizar uma viagem para a China:

  • Passaporte com validade mínima de 6 meses
  • Visto chinês
  • Seguro viagem
  • Passagens aéreas
  • Hotel
  • Traslados na China
  • Equipe para recepção e atendimento na China
  • Agendamento com fornecedores e assessores

Para os clientes do China Gate, nós cuidamos de todos esses pontos sem cobrar nada…

4. Fazer as compras: Estando na China, o momento é de comprar. Detalhe, é muito divertido essa parte, pois o cliente compra e não paga nada. Como assim? Explico:

A parte de comprar em ataca é uma fase de cotação e pré-pedido, pois ainda não sabemos os custos finais das mercadorias. É claro que tem mercadorias que já sabemos que compensa, mas geralmente os clientes vão visitando e nossos assessores vão anotando tudo, tirando os pedidos, fotografando os produtos, entendendo características da qualidade e anotando a cubagem e peso dos produtos.

Depois de tudo isso coletado, o pessoal da trading (nosso pessoal) organiza uma planilha com tudo que foi comprado durante o dia para saber o valor gasto (e comparar com o orçamento que o cliente tem como objetivo de gasto) e  fazer a classificação fiscal para saber os impostos e eventuais impedimentos na importação daqueles produtos para o Brasil.

Dia após dia a rotina é a mesma, com alguns intervalos para analisar o total que foi comprado e o custo final no Brasil.

Depois de analisado o custo final que o produto chegará no Brasil, o cliente confirma os produtos. Geralmente aqui há uma quebra ou cancelamento de 10 ou 15% da lista (por questões fiscais e de viabilidade). As vezes esse processo é feito no Brasil. Quando o cliente volta.

Exemplo de lista de pré compra.
Exemplo de lista de pré compra.

Os fornecedores estão acostumados com esse sistema, então negociar e não levar na hora, deixando para confirmar dias depois é bem tranquilo.

Bem, definido tudo que vai comprar, agora é hora de executar as importações.

5. Realizar as Importações: Agora com os produtos definidos é preciso realizar as importações. O processo é longo, mas basicamente consiste em mandar o dinheiro para a trading chinesa, que por sua vez vai confirmar os pedidos junto aos fornecedores, receber os produtos e conferir ser foi de fato aquilo que foi comprado e pagar os produtos.

Aqui existe ainda uma quebra de entrega, ou seja, não é tudo que foi comprado é aquilo que será confirmado.

Veja parte de nossa equipe na China:

Equipe em Yiwu
Equipe em Yiwu

Bem, o post ficou meio longo não é mesmo? Então vou resumir aqui para você não se esquecer e depois ainda tem um vídeo para solidificar ainda mais os conhecimentos sobre esse assunto.

Depois desse post tenho certeza que você vai entrar em contato para agendar sua viagem. Olha o resumo aí:

Processo de Compras em Yiwu
Processo de Compras em Yiwu

A China Gate tem uma parceria na China com a Skiway Group na China, liderada pelo Sr. Ji Zi lin e Sr. Fabio Caliman, a Skiway atendo os clientes da China Gate na Ásia.

Veja um vídeo onde explico os conteúdos desse post:

Segue aqui os links que citei no post:

  • Veja a matéria A Aventura Brasileira de Comprar na China, da Raquel Landim clicando aqui.
  • Veja a matéria Paraíso das Bugigangas que atrai brasileiros, da Claudia Trevisan clicando aqui.
  • Acesse a versão impressa do Estadão clicando aqui.

 

Gostou do artigo? Comente e compartilhe com um amigo ou amiga que você acha que vai gostar também. Até a próxima…

  • adriano

    amigo sgostaria de uma lista de fornecedores da china em atacado

  • Rodrigo Giraldelli

    Amigo, essa lista não existe. Chegou a ler meu post ou ver meus vídeos? Somente em Yiwu são mais de 60 mil lojas.

    Um caminho viável é o famoso Alibaba.com. Já conhece?

  • Cristian

    Bom dia, estou indo para Yiwu no domingo, tens alguem para nos assessorar lá??

    Abs.

  • Rodrigo Giraldelli

    Tenho sim.

    Me mande email para rodrigo@chinagate.com.br com seu telefone.

  • vanderlucio honorato

    amigo vi seus videos gostei das suas publicaçoes o site alibaba.com todos que vendem lá sao de confiança?
    o Global Sources todos de lá sao de confiança eu fiz minha inscriçao lá e recebi varios e-mail dos 2 sites gostaria de saber se eles sao de real confiança pois os preçoes e atendimento são otimos .
    parabens pelos videos …aguardo resposta

  • Rodrigo Giraldelli

    OI Vanderlucio, não sei dizer se são de confiança, a gente usa os sites para pesquisa, mas depois mandamos inspecionar os fornecedores com visitas antes de mandar dinheiro.